Trabalhar com Carteira Assinada ou Autônomo?

Saiba das principais vantagens e desvantagens em ser um assalariado ou um autônomo e entenda sobre o INSS e o Imposto de Renda

Algumas pessoas têm dúvidas sobre qual área profissional seguir. Dependendo do caminho escolhido, trabalhar como autônomo pode ser mais vantajoso. Ou não. Às vezes, ter a carteira assinada é uma boa estratégia para garantir direitos trabalhistas, como a aposentadoria, por exemplo.

Saber das vantagens e desvantagens de cada uma dessas formas de trabalho é importante para realizar uma boa escolha. Portanto, acompanhe o passo a passo abaixo e fique por dentro das diferenças de ser autônomo ou trabalhar com a carteira assinada.

  1.    Autônomo: vantagens e desvantagens;
  2.    Carteira Assinada: vantagens e desvantagens.

Autônomo: vantagens e desvantagens

Ser autônomo no mercado de trabalho tem suas vantagens e desvantagens. Um dos principais benefícios é o excesso de áreas disponíveis e a facilidade de, muitas vezes, não precisar se locomover até um local de trabalho específico, como empresas, escritórios etc.

Outro ponto positivo é a possibilidade de trabalhar como consultor de grandes empresas. Se o trabalhador autônomo entende bem sobre um determinado assunto, é comum trabalhar dando consultoria às pessoas ou empresas que o procuram.

Contudo, algumas “desvantagens” são bem aparentes. Pode-se citar como exemplo a própria flexibilidade de horário. Para que o trabalho dê certo é necessário ter muita disciplina pessoal. Isso para manter horários, executar tarefas e se desafiar mais no dia a dia. Além da disciplina, a instabilidade financeira também é comum na vida de um autônomo. É normal um mês render muito bem e o outro nem tanto.

Uma estratégia interessante, para garantir uma boa estabilidade financeira, é abrir uma previdência privada ou um programa de capitalização. Guardar dinheiro e ter um planejamento financeiro é de extrema importância para atingir metas e ter uma situação econômica estável.

Trabalhador autônomo deve declarar Imposto de Renda?

Sim. E essa declaração ocorre de maneira semelhante ao trabalhador assalariado. A pessoa jurídica é responsável por recolher o imposto de renda na fonte. Já ao contribuinte, cabe apenas informar os rendimentos, o nome e o CNPJ da empresa, o imposto de renda retido na fonte e o INSS recolhido na ficha Rendimentos Tributáveis Recebidos PJ.

Se, no entanto, os rendimentos forem recebidos de pessoas físicas, a declaração deve ocorrer na ficha Rendimentos Tributáveis Recebidos de PF/Exterior. Desta forma, o imposto de renda deve ser recolhido mensalmente por meio do programa Carnê-Leilão e os valores informados no Carnê Leilão devem ser preenchidos no Programa Gerador da Declaração.

Carteira Assinada: vantagens e desvantagens

Trabalhar como assalariado tem seus benefícios. Entre eles, os mais conhecidos são:  garantia de férias e o 13° salário. Entre as vantagens estão:

  •    O período de 90 dias que o empregador deve assinar como “período de experiência”;
  •    Repouso semanal remunerado: pelo menos uma folga por semana;
  •    Pagamento salarial garantido;
  •    Desconto máximo no vale transporte de até 6% do salário;
  •    Para as mulheres, licença maternidade de 120 dias (com garantia de emprego por 5 meses após o parto);
  •     Folga em casos de casamento, alistamento ou morte de parente próximo;
  •    Pagamento de horas extras, quando trabalhadas;
  •    Aviso prévio;
  •    Seguro desemprego.

Essas são algumas das vantagens descriminadas na CLT (Consolidação de Leis do Trabalho). Contudo, quando se está vinculado ao trabalho formal, ou seja, assalariado, é comum perder a flexibilidade de horários, ter que se deslocar até o local de trabalho e ser submetido às ordens do empregador.

Em geral, o trabalhador formal tem descontado de sua remuneração o percentual de 11% sobre o recolhimento obrigatório do INSS, assim como benefícios previdenciários como auxílio doença e licença maternidade. Os demais descontos são pagos pela empresa.

Na hora de optar por um trabalho a Creditas recomenda que essa escolha seja feita pautada em sua aptidão pessoal. Independente se o trabalho for autônomo ou assalariado, o mais importante é gostar do que faz e ter condições mínimas de pagar suas contas, desfrutar do lazer e fazer investimentos – nem que seja apenas conseguir guardar dinheiro.

Postado por Time Creditas

A Creditas nasceu da missão de diminuir os juros no Brasil. Conheça mais sobre a gente em: https://www.creditas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *