Trabalhar com Carteira Assinada ou Autônomo?

Publicado em Atualizado em: 12/04/2019
trabalhar com carteira assinada ou autônomo

Saiba das principais vantagens e desvantagens em ser um assalariado ou um autônomo e entenda sobre o INSS e o Imposto de Renda

Algumas pessoas têm dúvidas sobre qual área profissional seguir. Dependendo do caminho escolhido, trabalhar como autônomo pode ser mais vantajoso. Ou não. Às vezes, ter a carteira assinada é uma boa estratégia para garantir direitos trabalhistas, como a aposentadoria, por exemplo.

Saber das vantagens e desvantagens de cada uma dessas formas de trabalho é importante para realizar uma boa escolha. Portanto, acompanhe o passo a passo abaixo e fique por dentro das diferenças de ser autônomo ou trabalhar com a carteira assinada.

  1.    Autônomo: vantagens e desvantagens;
  2.    Carteira Assinada: vantagens e desvantagens.

Receba nossos conteúdos exclusivos

Autônomo: vantagens e desvantagens

Ser autônomo no mercado de trabalho tem suas vantagens e desvantagens. Um dos principais benefícios é o excesso de áreas disponíveis e a facilidade de, muitas vezes, não precisar se locomover até um local de trabalho específico, como empresas, escritórios etc.

Outro ponto positivo é a possibilidade de trabalhar como consultor de grandes empresas. Se o trabalhador autônomo entende bem sobre um determinado assunto, é comum trabalhar dando consultoria às pessoas ou empresas que o procuram.

Contudo, algumas “desvantagens” são bem aparentes. Pode-se citar como exemplo a própria flexibilidade de horário. Para que o trabalho dê certo é necessário ter muita disciplina pessoal. Isso para manter horários, executar tarefas e se desafiar mais no dia a dia. Além da disciplina, a instabilidade financeira também é comum na vida de um autônomo. É normal um mês render muito bem e o outro nem tanto.

Uma estratégia interessante, para garantir uma boa estabilidade financeira, é abrir uma previdência privada ou um programa de capitalização. Guardar dinheiro e ter um planejamento financeiro é de extrema importância para atingir metas e ter uma situação econômica estável.

Trabalhador autônomo deve declarar Imposto de Renda?

Sim. E essa declaração ocorre de maneira semelhante ao trabalhador assalariado. A pessoa jurídica é responsável por recolher o imposto de renda na fonte. Já ao contribuinte, cabe apenas informar os rendimentos, o nome e o CNPJ da empresa, o imposto de renda retido na fonte e o INSS recolhido na ficha Rendimentos Tributáveis Recebidos PJ.

Se, no entanto, os rendimentos forem recebidos de pessoas físicas, a declaração deve ocorrer na ficha Rendimentos Tributáveis Recebidos de PF/Exterior. Desta forma, o imposto de renda deve ser recolhido mensalmente por meio do programa Carnê-Leilão e os valores informados no Carnê Leilão devem ser preenchidos no Programa Gerador da Declaração.

Carteira Assinada: vantagens e desvantagens

Trabalhar como assalariado tem seus benefícios. Entre eles, os mais conhecidos são:  garantia de férias e o 13° salário. Entre as vantagens estão:

  •    O período de 90 dias que o empregador deve assinar como “período de experiência”;
  •    Repouso semanal remunerado: pelo menos uma folga por semana;
  •    Pagamento salarial garantido;
  •    Desconto máximo no vale transporte de até 6% do salário;
  •    Para as mulheres, licença maternidade de 120 dias (com garantia de emprego por 5 meses após o parto);
  •     Folga em casos de casamento, alistamento ou morte de parente próximo;
  •    Pagamento de horas extras, quando trabalhadas;
  •    Aviso prévio;
  •    Seguro desemprego.

Essas são algumas das vantagens descriminadas na CLT (Consolidação de Leis do Trabalho). Contudo, quando se está vinculado ao trabalho formal, ou seja, assalariado, é comum perder a flexibilidade de horários, ter que se deslocar até o local de trabalho e ser submetido às ordens do empregador.

Em geral, o trabalhador formal tem descontado de sua remuneração o percentual de 11% sobre o recolhimento obrigatório do INSS, assim como benefícios previdenciários como auxílio doença e licença maternidade. Os demais descontos são pagos pela empresa.

Na hora de optar por um trabalho a Creditas recomenda que essa escolha seja feita pautada em sua aptidão pessoal. Independente se o trabalho for autônomo ou assalariado, o mais importante é gostar do que faz e ter condições mínimas de pagar suas contas, desfrutar do lazer e fazer investimentos – nem que seja apenas conseguir guardar dinheiro.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de
Evento de educação financeira ensina – de graça – brasileiro a poupar

Finanças

Evento de educação financeira ensina – de graça – brasileiro a poupar

Entre os dias 20 e 26 de maio, 6ª Semana de Educação Financeira oferecerá palestras e cursos de finanças pessoais e investimento em todo país

5 dicas para comprar passagens e economizar dinheiro para viajar

Finanças

5 dicas para comprar passagens e economizar dinheiro para viajar

Ser flexível com dias, horários, destinos e usar programas de milhagens são algumas das boas práticas para fugir da alta nos preços das passagens ...

Bike, carona? Como economizar dinheiro com transporte alternativo

Finanças

Bike, carona? Como economizar dinheiro com transporte alternativo

Deixar o carro e escolher outros meios, como bicicletas e patinetes elétricos, pode desafogar o orçamento e te ajudar a poupar

Fraudes na internet atingem 9 milhões de pessoas. Saiba como evitar

Finanças

Fraudes na internet atingem 9 milhões de pessoas. Saiba como evitar

Ações como monitorar informações pessoais e verificar a reputação de um site ajudam a proteger seus dados e prevenir golpes online

Veja mais
Navegue por temas