Como conseguir dinheiro rápido com o Penhor Caixa

Empenhar algum bem de valor pode ser uma boa solução para cobrir gastos em casos de emergência. No entanto, ainda existem outras formas de empréstimo que podem ser mais vantajosas. Saiba como funciona o penhor Caixa e conheça essas alternativas.

O penhor é uma forma de conseguir dinheiro colocando joias e metais preciosos como garantia. No Brasil, essa modalidade só é oferecida pela Caixa Econômica Federal. Ao colocar bens materiais alienados à agência, o cliente possui condições de pagamento competitivas. Com o penhor Caixa é possível conseguir o dinheiro de forma rápida e sem análise de crédito.

No primeiro semestre de 2017, o penhor Caixa movimentou R$ 7,2 bilhões em renovações e novos contratos. Isso representa um aumento de 11,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Se mantiver o ritmo de crescimento, pode terminar o ano com cerca de R$ 14,8 bilhões em movimentação.

Mesmo com essa evolução, é uma linha de crédito que o cliente precisa entender exatamente como funciona antes de solicitar. Apesar de ser muito fácil e rápido, ainda existe o risco de perder o bem empenhado em caso de não pagamento.

O penhor caixa só funciona para joias e objetos de valor. Conheça outras modalidades de penhor.

 

Como funciona o Penhor Caixa

Primeiramente, o cliente precisa levar um bem para ser avaliado por um especialista. Pode ser um objeto produzido em ouro ou prata, além de diamantes, pérolas, relógios e canetas de valor.

Nesse momento, aproveite para levar a documentação, já que não há análise cadastral e o empréstimo é liberado na hora. São necessários RG, CPF em situação regular e comprovante de residência.

A última etapa antes de receber o dinheiro é decidir a forma de pagamento para o contrato. Se a escolha for parcela única, é possível pagar em até 180 dias. Para parcelar, os prazos ficam entre 2 e 60 meses. Sempre que acabar o contrato, o cliente é capaz de renovar por quantas vezes quiser. Mas se não for do desejo fazer a renovação, o resgate dos bens é realizado assim que o empréstimo for quitado.

O limite liberado para qualquer cliente, correntista ou não do banco é de 85% do valor avaliado. No entanto, pessoas que recebem conta-salário na Caixa conseguem uma margem de 100% do valor de avaliação do bem.

 

Cotação: valor do grama de ouro

O ouro é negociado em bolsa, mas a Caixa utiliza uma cotação própria para fixar a quantia remunerada pelo metal. Esse índice é chamado de Unidade Pignoratícia (UP) e isso acontece para o banco se proteger das oscilações de mercado. Atualmente, a instituição paga R$ 76,00 pelo grama.

Para mudar o valor da UP, a Caixa avalia os indicadores dos mercados internacionais e prevê mudanças quando a cotação varia expressivamente. As alterações acontecem quando os parâmetros se estabilizam no novo patamar.

Quem desejar acompanhar a cotação diária e histórica do ouro consegue consultar em sites de investimentos. Portais como o Investing.com disponibilizam informações detalhadas sobre a negociação do metal.

 

Encargos e taxa de juros

O penhor Caixa oferece uma taxa de juros bastante competitiva, visto que é uma linha de crédito com garantia e rápida liberação. Os juros são de 2,1% ao mês ou cerca de 28,3% ao ano.

O empréstimo com garantia é a forma mais vantajosa de conseguir crédito no país. Com um bem atrelado à negociação, os clientes conseguem boas condições de pagamento. Isso acontece porque as instituições possuem uma segurança contra a inadimplência e menos riscos se traduzem em menos encargos.

>> Empréstimo com garantia: o jeito mais barato de conseguir crédito no Brasil

 

Vale a pena penhorar joias para pagar dívidas?

Tudo depende da situação, da emergência financeira e da avaliação do bem. O penhor é uma modalidade de empréstimo com garantia que possui juros baixos e pouca burocracia para liberação do dinheiro.

Contudo, a instituição vai avaliar o bem apenas pelas características do metal ou da pedra, independentemente de marca ou design. Portanto, o cliente receberá menos dinheiro do que foi gasto na aquisição da peça. Outra contraindicação é o fato da Caixa utilizar um valor para avaliação que fica entre 50% e 60% da cotação real do ouro.

Portanto, essa linha só é indicada quando houver certeza da retirada da peça. Por isso, há outras alternativas para quem não quer correr o risco de perder o bem ou não possui objetos que cubram o valor das dívidas. Existem empréstimos que pedem outras garantias como imóvel, automóvel ou o consignado que desconta o pagamento direto no holerite.

A Creditas oferece empréstimo com garantia de imóvel (taxas a partir de 1,15% a.m. + IPCA) e empréstimo com garantia de veículo (taxas a partir de 1,75% a.m.). Faça uma simulação para descobrir qual se adequa melhor ao seu perfil.

Vale ressaltar ainda que, ao não pagar as parcelas do penhor Caixa, os juros aumentam. Após um período de 30 dias de inadimplência, o cliente recebe uma notificação para normalizar o seu contrato. Caso não consiga arcar com as obrigações de pagamento do penhor Caixa, os bens empenhados serão colocados em leilão.

 

Como funciona o leilão de joias da Caixa

Se o cliente quiser tentar recuperar o objeto perdido, ou apenas deseja adquirir uma peça a preços baixos, pode participar do leilão de joias da Caixa. Para isso, é necessário ter um cadastro nas agências que fazem o penhor Caixa. No site Vitrine de Joias Caixa é possível consultar as peças disponíveis e escolher os lotes desejados para arrematar.

Existe uma lista dos lotes nos catálogos do portal e ó usuário também consegue fazer uma consulta personalizada para conferir os eventos em andamento. O cliente pode selecionar por região, período de lance e valor mínimo de oferta.

Depois que escolheu os objetos de interesse, dirija-se ao autoatendimento de qualquer agência da Caixa. Basta informar CPF, Senha, Número da agência onde está cadastrado, número do lote e valor do lance.

Relacionados

Como funciona a hipoteca de imóvel Caixa A Caixa Econômica Federal é um dos bancos brasileiros que concede empréstimo com garantia para cliente Pessoa Física.  A hipoteca de imóvel Caixa leva...
Como refinanciar veículo com restrição no CPF Se você está com o nome sujo e precisa de dinheiro, saiba que suas opções de empréstimo certamente serão mais limitadas, já que a maioria das institui...
Como funciona o refinanciamento de veículo Santand... O refinanciamento de veículo é uma das linhas de crédito mais baratas do Brasil. Devido às mudanças nas políticas internas do banco, o refinanciamento...
Refinanciamento de veículo Conheça as principais características do refinanciamento de veículo e entenda porque a linha de crédito é tão procurada pelos consumidores. Empréstim...

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *