O que é alienação fiduciária e por que vale a pena?

Publicado em Atualizado em: 10/07/2019
o que é alienação fiduciária

Uma pessoa que está considerando realizar um empréstimo com garantia e busca mais informações a respeito dessa linha de crédito precisa saber o que é alienação fiduciária. A expressão parece complicada, mas tem um significado simples.

A seguir, vamos explicar o que esse termo significa, para que serve a alienação fiduciária e suas vantagens. Se preferir, confira o nosso vídeo sobre o assunto mais abaixo. 

Receba nossos conteúdos exclusivos

O que significa alienação fiduciária?

Alienação fiduciária é o recurso que permitiu a prática do empréstimo com garantia no Brasil, já que a hipoteca ficou obsoleta devido às barreiras legais.

Por se tratar de um processo menos burocrático, a alienação é interessante para o cliente que procura um empréstimo com juros mais baixos e para as instituições financeiras, que conseguem conduzir a operação de maneira mais prática.

Alienar é o mesmo que transferir a propriedade de um bem.  Então, a alienação fiduciária é um recurso por meio do qual alguém transfere um bem para transmitir confiança.

No caso de empréstimos e financiamentos, essa expressão indica que o bem continua com o proprietário, mas é transferido à instituição financeira até a quitação total do débito como uma forma de garantir o pagamento das prestações.

O devedor pode continuar utilizando o seu carro, morando no seu imóvel ou usufruindo normalmente de qualquer propriedade que tenha colocado como garantia. Assim que as parcelas forem quitadas, esse bem sai da alienação fiduciária.

Para que serve a alienação fiduciária?

O modelo de alienação fiduciária foi criado para substituir a hipoteca nas operações com bens em garantia por ser mais simples. A novidade diminuiu o risco de inadimplência para as instituições financeiras e isso se transformou em melhores condições de pagamento para os clientes.

Quais são as suas vantagens?

A alienação fiduciária pode ajudar o consumidor a conseguir juros mais baixos e economizar na hora de escolher o seu empréstimo. Com o dinheiro, o cliente pode investir em um negócio, quitar dívidas, reformar um imóvel ou realizar algum sonho, como estudar no exterior.

Em resumo, a alienação fiduciária possibilita um empréstimo de valores altos, juros baixos e prazos mais longos para pagamento. 

Por outro lado, os empréstimos convencionais, como o crédito pessoal, o cheque especial e até mesmo o cartão de crédito possuem juros muito altos. Caso haja uma dívida nestas modalidades, é possível fazer uma migração e passar a pagar menos encargos, com um débito mais sustentável e que cabe no bolso.

Como funciona um empréstimo com alienação fiduciária?

Se você é dono de um imóvel ou um veículo, pode usar esse bem para conseguir um empréstimo com condições melhores. Essa modalidade é chamada de empréstimo com garantia ou refinanciamento de imóvel ou de veículo. 

A alienação envolve duas partes: o credor, que empresta o dinheiro, e o devedor, que é quem faz o empréstimo. Depois da assinatura do contrato com a empresa credora, a posse do bem continua sendo do devedor, mas a propriedade fica atrelada à instituição que emprestou o dinheiro.

Simular meu empréstimo

Existe alguma lei sobre alienação fiduciária?

As operações de alienação fiduciária são seguras e regulamentadas. A determinação jurídica sobre alienação fiduciária está na Lei nº 9514/97, que traz todas as questões legais que envolvem a modalidade. 

A alienação fiduciária pode ser contratada por pessoas físicas ou jurídicas. No contrato firmado, devem estar estipuladas algumas informações, como:

  • Valor da dívida;
  • Prazo e condições de pagamento do empréstimo;
  • Taxa de juros e encargos incidentes;
  • Descrição do objeto de alienação, bem como a indicação de propriedade e modo de aquisição;
  • Cláusula assegurando a livre utilização do bem pelo devedor;
  • Indicação de valor da propriedade e de critérios de revisão para o caso de venda em leilão.

 

Como faço para vender um imóvel ou veículo alienado?

O primeiro passo é entrar em contato com o credor e informar o desejo de venda do bem. Serão passadas as orientações necessárias para realizar a transação. Depois, resta encontrar um comprador e seguir com a transferência.

Porém, como a propriedade está alienada, significa que ainda há débitos pendentes junto à instituição credora. Isso quer dizer que parte do valor recebido na negociação deve ser utilizado para quitar o empréstimo. Certamente, essas informações estão presentes no contrato firmado com a empresa.

Que cuidados devo tomar antes de alienar um bem?

Para fazer um empréstimo com garantia, alguns cuidados são necessários. Antes de fechar o contrato, o cliente precisa analisar as suas finanças para descobrir se a parcela acordada realmente vai caber no bolso e se ele não vai comprometer muito do orçamento familiar. Além disso, é imprescindível procurar empresas sérias e seguras.

É importante saber que nenhuma instituição de empréstimo pode cobrar recursos antecipadamente para a liberação de crédito. A Creditas, por exemplo, é uma fintech que realiza empréstimo com garantia de imóvel e empréstimo com garantia de veículo e não solicita pagamento prévio para liberar o dinheiro.

Caso ainda haja alguma questão pendente, é possível fazer uma simulação de empréstimo online no site da Creditas.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de
Empréstimo com garantia: conheça 5 modalidades e entenda como funcionam

Crédito e empréstimo

Empréstimo com garantia: conheça 5 modalidades e entenda como funcionam

Para conseguir crédito mais barato e melhores prazos de pagamento, consumidor diversos bens. Conheça as opções

Cheque Especial: entenda os perigos do limite pré-aprovado

Mais crédito

Cheque Especial: entenda os perigos do limite pré-aprovado

De fácil acesso, mas dono da maior taxa de juros do mercado. Entenda como o cheque especial pode prejudicar o seu planejamento financeiro

“Garantia no empréstimo reduz a taxa de juros”, diz especialista

Crédito e empréstimo

“Garantia no empréstimo reduz a taxa de juros”, diz especialista

Última entrevista do especial sobre crédito mostra como o uso de garantias na hora de tomar o empréstimo ajuda a tornar a opção mais saudável

Empréstimo consignado: crédito saudável, mas exige planejamento

Crédito e empréstimo

Empréstimo consignado: crédito saudável, mas exige planejamento

Modalidade está em crescimento no país e é usada para o pagamento de dívidas com juros mais altos. Veja 3ª entrevista do especial sobre Crédito

Veja mais
Navegue por temas