Revista Creditas - Conteúdo e Informação sobre Finanças

Compare as taxas de Juros do Rotativo do cartão de crédito

Taxa de Juros Rotativos do Cartão de Créditos

Em muitas situações, o cartão de crédito pode ser uma mão na roda. Por outro lado, se você não se organizar e deixar de quitar a fatura completa, pode encarar os juros do rotativo e fazer um estrago financeiro.

Mesmo passando por algumas mudanças positivas para o consumidor, essa linha de crédito continua uma das mais caras do país. Além de ser um dos principais motivos do mau endividamento.

Para se ter uma ideia, a taxa média de mercado no primeiro semestre de 2018 ficou em 324,3% ao ano. Isso quer dizer que uma dívida de R$ 1000 pode se tornar R$ 2010 em apenas 12 meses. E é fundamental comparar as taxas em diversas instituições, porque os juros podem variar muito. Isso está bem ilustrado na tabela abaixo.

Qual instituição tem a menor taxa de juros do rotativo?

Na tabela abaixo, você verá os juros do rotativo cobrados por cada banco, financeira e fintech. As informações são do Banco Central. Compare e fuja das parcelas caras!

Posição Instituição Juros a.m. (%) Juros a.a. (%)
1 CARUANA SCFI 3,5 51,04
2 BCO BMG S.A. 3,9 58,21
3 BCO OLÉ BONSUCESSO CONSIGNADO S.A. 4,46 68,77
4 BCO DAYCOVAL S.A 5,1 81,55
5 BANCO INTER 5,76 95,83
6 BCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. 6,18 105,28
7 CCB BRASIL S.A. - CFI 7,26 131,89
8 BCO SAFRA S.A. 8,16 156,32
9 BANCOOB 8,27 159,36
10 BCO DO BRASIL S.A. 9,56 198,97
11 BCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. 9,6 200,4
12 BCO ITAUCARD S.A. 9,75 205,45
13 ITAÚ UNIBANCO BM S.A. 10,13 218,34
14 PORTOSEG S.A. CFI 10,25 222,45
15 SENFF S.A. - CFI 10,61 235,2
16 BCO BANESTES S.A. 10,8 242,35
17 BCO MERCANTIL DO BRASIL S.A. 10,86 244,47
18 CREDIARE CFI S.A. 10,98 249,11
19 BCO BRADESCO CARTOES S.A. 11,01 250,28
20 BCO DO EST. DO PA S.A. 11,01 250,31
21 CAIXA ECONOMICA FEDERAL 11,14 255,35
22 BCO BRADESCO S.A. 11,16 255,97
23 BCO SANTANDER (BRASIL) S.A. 11,17 256,17
24 BANCO CBSS 11,86 283,71
25 BV FINANCEIRA S.A. CFI 12,22 299,07
26 NOVO BCO CONTINENTAL S.A. - BM 12,28 301,62
27 BANCO PAN 12,53 312,39
28 KREDILIG S.A. - CFI 12,58 314,4
29 BANCO BRADESCARD 13,19 342,09
30 BCO LOSANGO S.A. 13,23 344,36
31 BCO DO ESTADO DO RS S.A. 13,46 354,91
32 BANCO ORIGINAL 13,64 363,66
33 FIN. ITAÚ CBD CFI 13,88 375,98
34 MIDWAY S.A. - SCFI 14,04 383,92
35 HIPERCARD BM S.A. 14,77 422,14
36 SOROCRED CFI S.A. 14,88 428,17
37 BCO CSF S.A. 14,97 433,28
38 LUIZACRED S.A. SOC CFI 15,05 437,82
39 AVISTA S.A. CFI 15,82 482,49
40 REALIZE CFI S.A. 16,03 495,27
41 HS FINANCEIRA 16,03 495,3
42 BCO DO EST. DE SE S.A. 16,08 498,32
43 BCO A.J. RENNER S.A. 16,28 511,24
44 OMNI SA CFI 16,52 526,15
45 PARANA BCO S.A. 16,6 531,45
46 VIA CERTA FINANCIADORA S.A. - CFI 16,62 532,95
47 BCO AGIBANK S.A. 16,9 551,45
48 BCO CETELEM S.A. 17,13 567,1
49 PERNAMBUCANAS FINANC S.A. CFI 17,62 601,18
50 SAX S.A. CFI 17,96 625,44
51 BCO TRIANGULO S.A. 18,47 664,54
52 DACASA FINANCEIRA S/A - SCFI 20 791,19
53 LECCA CFI S.A. 20,21 810,23

O que é e como funciona o crédito rotativo

Vamos supor que você não tenha pago a fatura integral do cartão de crédito. Esse valor é adicionado ao pagamento do mês seguinte, acrescido de juros. Isso é chamado de crédito rotativo.

Existem dois tipos: o rotativo regular e o não-regular. Vamos explicar cada um deles em seguida.

Rotativo regular

Você entra no rotativo regular quando quita entre a quantia mínima e a quantia intermediária – porcentagens estabelecidas pela empresa credora. O restante da fatura passa para a conta do mês seguinte, corrigido com juros elevados (a média é de 13% ao mês).

Rotativo não-regular

Se você não pagou absolutamente nada da fatura, entra no rotativo não-regular, que tem condições ainda menos vantajosas.

Inclusive, essa linha também pode ser considerada um tipo de empréstimo. Mas, deveria ser usado apenas em emergências e, mesmo assim, saldar a dívida o mais rápido possível.

Exemplo: a fatura do cartão era de R$ 2000, mas só pagou R$ 500. Os outros R$ 1500 serão adicionados à sua conta seguinte com juros. Se a taxa de juros nesse caso for de 15% ao mês, a dívida já sobe para R$1725 em apenas 30 dias.

Regras gerais

Existem algumas diretrizes específicas que servem para evitar que uma dívida se torne uma bola de neve e o consumidor use o rotativo constantemente.

Desde abril de 2018, várias regras mudaram para melhorar os serviços financeiros. Veja:

Valor mínimo de pagamento: cada empresa define a porcentagem mínima a ser paga pelo consumidor.

Duração: o rotativo é limitado e dura no máximo 30 dias. Depois disso, o titular deve quitar o débito integralmente ou parcelar com juros menores. Porém, as próximas faturas podem se tornar uma bola de neve e dificultar a extinção da dívida.

Taxas de juros: as empresas não podem cobrar juros maiores, em relação ao regular, de clientes que ficaram inadimplentes ou que quitam abaixo abaixo do mínimo da fatura. As taxas acrescidas devem ser semelhantes às de quem pagou na data, acrescido de 2% de multa e 1% ao mês de juros de mora. Este último representa uma taxa percentual cobrada pelo atraso do pagamento do crédito de acordo com o período de tempo.

Como você tem acesso ao crédito?

Nessa modalidade, o valor é liberado de forma automática na sua conta todo mês e conforme esse dinheiro é gasto, a “cota” vai acabando. Assim que a dívida for quitada, você passa a ter a quantia disponível de novo.

Entretanto, a instituição não sabe quando você poderá saldar – e pode ser que isso nunca aconteça.

Por que as taxas são elevadas?

Basicamente, quando uma empresa empresta dinheiro, assume o risco de não ter o valor devolvido dentro do prazo proposto. Para compensar essa possibilidade, são cobrados juros elevados pelo tempo que você ficou com a quantia sem pagar.

Nessa modalidade, a instituição financeira realiza uma análise de crédito do consumidor antes de liberar. Assim, avalia-se a situação financeira do devedor e se tem condições de arcar com a dívida. A partir disso, é estabelecido um limite de crédito pré-aprovado para ser usado de forma automática.

Na prática, os juros podem tornar sua dívida até 3 vezes maior em questão de um ano. Por exemplo, seguindo a taxa ao ano de 324% do primeiro semestre de 2018, uma dívida de R$ 1000 contraída em janeiro pode dobrar para R$ 2009 depois de 12 meses. Imagina se isso acontecer com frequência? O risco dessa dívida se tornar uma bola de neve é alto.

Por isso, você deve procurar linhas de crédito mais baratas, como o empréstimo com garantia

Ficou com alguma dúvida sobre os juros do rotativo? Tem alguma sugestão de pauta? Deixa nos comentários!

 

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Nicole Vasselai

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de

[Comparador] Qual é o melhor Cartão de Crédito?

Cartão de Crédito

[Comparador] Qual é o melhor Cartão de Crédito?

Confira a lista completa. Compare as taxas de juros do parcelamento e do crédito rotativo. Encontre o melhor cartão de crédito para você.

Cartão de Crédito: guia completo para usar a seu favor

Cartão de Crédito

Cartão de Crédito: guia completo para usar a seu favor

O cartão de crédito é prático e te ajuda a parcelar valores altos, mas deve ser bem administrado para evitar dívidas caras

O que é crédito rotativo e por quê não vale a pena

Cartão de Crédito

O que é crédito rotativo e por quê não vale a pena

Entenda como os juros do cartão de crédito podem transformar suas dívidas em uma bola de neve. Conheça alternativas mais baratas

Um ano de novas regras do cartão de crédito: consumidor ainda paga caro

Cartão de Crédito

Um ano de novas regras do cartão de crédito: consumidor ainda paga caro

Depois de um ano das mudanças nas regras do cartão de crédito, entenda se foi mais vantajoso parcelar em vez de pagar o mínimo da fatura.

Veja mais