IPVA: o que acontece se não pagar ou atrasar?

Primeiramente, você não conseguirá fazer o licenciamento do seu veículo, o que implica em correr o risco de ter o carro apreendido pela polícia. Além disso, é aplicada uma multa diária e juros.

Se você deixou de pagar o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), seja porque perdeu o prazo ou porque não tem como arcar com a despesa, confira nosso artigo e descubra o que acontece se você não pagar o IPVA e as melhores alternativas para lidar com esse imposto.

Não paguei o IPVA, quais são os riscos?

O não pagamento desse imposto implica em uma série de consequências. A primeira é que você não conseguirá fazer o licenciamento do seu veículo. Com isso, correrá o risco de ter o carro apreendido, pois o licenciamento é o que valida a documentação do seu automóvel. Além disso, o cenário pode ficar ainda pior. Se você atrasar o pagamento, poderá receber um comunicado pelo correio com o prazo para acertar a pendência. Caso não pague mesmo assim, seu nome pode ser encaminhado para a lista de maus pagadores dos órgãos de proteção ao crédito, para como Serasa, SPC ou SCPC.

E se o carro for apreendido pela polícia?

Nesse caso, você terá que pagar, além do IPVA, os juros e a multa referente aos dias que seu carro ficou parado no pátio do Detran. Lembre-se que para retirar o veículo do pátio o processo é moroso e burocrático, pois você terá que pagar um boleto diretamente no banco, além de validar algumas documentações no Poupa Tempo. Se você não conseguir pagar a dívida, seu carro irá para leilão.

Uma opção viável, seria usar o seu próprio carro para conseguir dinheiro e sair dessa situação, sem precisar vendê-lo. É o chamado Empréstimo com Veículo em Garantia, você solicita online e tem até 48 meses para pagar. Na prática, você coloca o seu carro como garantia de pagamento do empréstimo e consegue condições mais atrativas.

Entenda como funciona a multa cobrada pelo atraso do IPVA

A cada dia que você fica sem pagar o IPVA, é aplicada uma multa de 0,3%, no caso do estado de São Paulo. Essa porcentagem vai aumentado todos os dias. Quando chegar a 60 dias de atraso, o valor da multa estará em 18%, a partir dai ela não sobe mais. É importante lembrar que além dessa multa, ainda existem os juros que são baseados na taxa Selic.

Os valores da multa variam de acordo com cada estado. Consulte o site Detran do seu estado para verificar os valores.

Principais dúvidas sobre IPVA

Abaixo, listamos as dúvidas frequentes sobre o IPVA, veja se você compartilha de alguma delas:

1. Como saber o valor que tenho que pagar?

Normalmente, você recebe uma carta pelo correio informando os valores e a data para pagamento. Você também poderá consultar no site da Fazenda ou por meio do telefone da prefeitura. Em São Paulo, o número é 156, opção 3. Você precisará fornecer o número RENAVAM e alguns documentos, como CRLV, RG/ CPF e procuração, se for o caso.

2. Onde obtenho o número RENAVAM?

Esse número fica descrito na documentação do veículo, mas você também o encontra no carnê do IPVA.

3. Como obter o IPVA referente aos exercícios anteriores?

A segunda via do DAR (Documento de Arrecadação) pode ser obtida diretamente no site da Fazenda ou em algum posto de atendimento da Receita. Lá você pode emitir a segunda via do DAR ou a Dívida Ativa. Lembre-se que arcará com o valor do boleto, além de atualização monetária, multa e juros de mora.

4. Como pagar o IPVA

Você pode  pagar o carnê pela internet, na página do banco no qual possui conta. Ou através de uma casa lotérica, caixa eletrônico ou diretamente em uma agência física de seu banco.

5. Paguei o IPVA em duplicidade, o que fazer?

Neste caso, você tem duas opções: solicitar o ressarcimento ou descontar em outro tributo que está devendo. Mas para isso, você precisa protocolar um pedido em algum posto de atendimento da Receita. Vá munido com seu RG/ CPF e boletos bancários originais que indicam a duplicidade.

Os endereços dos postos de atendimento também podem ser conferidos no site da Fazenda.

Postado por Time Creditas

A Creditas nasceu da missão de diminuir os juros no Brasil. Conheça mais sobre a gente em: https://www.creditas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *