Conheça 6 instituições que oferecem empréstimo com garantia

Publicado em Atualizado em: 25/06/2019

Fintechs e bancos aceitam veículos, imóveis e até investimentos para garantir o crédito. Confira como a operação funciona em cada uma das empresas e como fazer para tomar o dinheiro emprestado

6 instituições de empréstimos com garantia

A gradual estabilização na economia brasileira têm aumentado o consumo dos cidadãos e, logo, permitido uma expansão do mercado de empréstimos no país. Os números do Banco Central corroboram a constatação. O volume de dinheiro movimentado no sistema financeiro nacional (SFN) alcançou 3,3 trilhões de reais em março – crescimento de 0,7% em relação fevereiro. Desse montante, 1,8 trilhão de reais foi para a carteira de pessoas físicas. A tendência, agora, é que modalidades de crédito consideradas mais saudáveis passem a se expandir no mercado nacional. Como é o exemplo do empréstimo com garantia.

“Hoje, fala-se muito mais em educação financeira do que no passado. Assim como falam de mais opções de produtos financeiros. Isso deve favorecer um crescimento (das modalidades  de créditos saudáveis) no médio e longo prazo”, afirma Wilson Pires, professor do Departamento de Administração do Centro Universitário FEI.

A opção de usar um bem a seu favor na tomada de dinheiro, aliás, já é popular lá fora há algum tempo, principalmente em países com a economia consolidada, como é o caso dos Estados Unidos – onde o bem mais usado nas operações é o imóvel. Esse cenário é resultado de atitudes que colocam os americanos entre as 15 nações com maior educação financeira no mundo, segundo um ranking elaborado pela S&P Ratings Services Global Financial Literacy Survey.

Poupar, cuidar das próprias finanças e usar empréstimos para realizar projetos pessoais são lições aprendidas em sala de aula nos EUA, desde o ensino básico. Os estudos e emergências médicas são os motivos mais comuns para os cidadãos norte-americanos se engajarem na opção do empréstimo com garantia. Investimento em negócios também entra na lista.

No Brasil, um fator que propulsionou a modalidade foi a mudança de perfil dos consumidores, que se tornaram mais conectados e atentos a opções menos convencionais. O advento recente das fintechs facilitou o acesso ao crédito com garantia, principalmente por ser tudo feito online.

“A nova geração, que usa muito a tecnologia e que quer fugir dos produtos (financeiros) tradicionais, deve fazer essa opção de empréstimo crescer muito nos próximos anos”, diz Wilson Pires.

Receba nossos conteúdos exclusivos

Empréstimo com garantia: como funciona

Na modalidade de empréstimo com garantia, a pessoa que pretende pegar dinheiro emprestado pode utilizar um bem – como um imóvel, veículo ou aplicação financeira – a seu favor.

O ativo é oferecido à instituição como garantia de que o tomador pagará pelo crédito. Isso diminui o risco de inadimplência e, consequentemente, melhora as condições sobre taxas de juros, prazo para quitação e valor das parcelas.

No entanto, a posse e a propriedade do cliente continuam preservadas, contrariando o mito de que a instituição quer ‘tomar a casa e o carro’ de quem busca o crédito. O processo de retomada da garantia é iniciado apenas depois do cliente se tornar inadimplente – e se esgotarem todas as alternativas de renegociação da dívida.

“As pessoas, principalmente as mais velhas, ainda mantém a ideia de que o imóvel é a segurança. Então pensam, ‘como vou dar o lugar que eu moro para o banco?’”, explica Wilson Pires. “É por isso que ainda se tem medo com relação a esse tipo de empréstimo”.

Já no caso dos investimentos, o empréstimo só é liberado quando a pessoa é correntista e as aplicações estão no banco em que se vai tomar crédito. As instituições que oferecem a opção só permitem o uso de fundos de baixo risco – CDBs, por exemplo – como garantia. Uma vez aprovado o crédito, a aplicação é bloqueada para movimentação.

Para que o empréstimo com garantia pode ser útil?

O empréstimo com garantia é uma boa saída para ‘trocar’ uma dívida mais cara – que esteja comprometendo o padrão de vida pessoal ou familiar – por uma com juros baixos e parcelas mais baratas.

No comparativo, a diferença entre as taxas de juros aplicadas ao ano em relação ao tipos tradicionais de crédito, como o cheque especial e o empréstimo pessoal, é expressiva. Segundo o Banco Central, o patamar médio está em 322,7% para o especial e em 107,7% para o pessoal. Na fintech Creditas por exemplo, o crédito com garantia de imóvel tem taxa de juros média de 16,09% ao ano.

“(O empréstimo com garantia) É uma saída muito boa por sinal. Trocar os juros do cartão por outros mais em conta é ótima forma de sair de uma dívida robusta, com valor alto demais”, justifica o professor Wilson Pires.

Além de servir para escapar do mau endividamento, o empréstimo com garantia também pode ser uma opção para quem está financiando um bem e usar ele próprio como a garantia. Nessa operação, o financiamento será quitado pela empresa que vai fornecer o crédito e ela passará a ter o direito à alienação do bem, mas a posse continuará sendo do cliente. Esse processo é chamado de Interveniente Quitante (IQ).

Conheça, a seguir, seis instituições que oferecem a modalidade:

1.Itaú

Existem duas opções de empréstimo com garantia oferecidas pelo Itaú: investimentos e imóvel. Porém, a segunda opção citada está disponível apenas para clientes Personnalité.

Para tomar o crédito com garantia de imóvel, é necessário que o bem, seja residencial ou comercial, esteja quitado e não entre na lista de restrições da instituição – galpões e edículas, por exemplo. A modalidade permite que o cliente tome um empréstimo que atinja, no máximo, 60% do valor do imóvel. O prazo para amortização da dívida é de 10 anos. Só é possível compor renda com outra pessoa para a análise de crédito desde que ela também seja proprietária da garantia.

Já o correntista que pretende colocar um investimento como segurança na operação de crédito precisa ter um limite pré-aprovado e aplicações que são elegíveis para tal. A contratação é feita pelo serviço de internet banking, entre 20h e 7h.  

Podem entrar como garantia fundos de baixo risco: compromissados (Plus, Selic e CDI); CDB (DI com liquidez ou após o período da liquidez, Plus e Progressivo); e poupança livre, multidata ou trimestral (este somente para contas Uniclass e Personnalité). Assim que é contratada a modalidade, o investimento que será a garantia é bloqueado pelo banco para movimentação.

2.Banco do Brasil

O Banco do Brasil coloca à disposição dos clientes opções de empréstimo com garantia de imóvel e veículo.

Para conseguir o crédito com o uso do automóvel no processo, o bem deve ter, no máximo, dez anos de fabricação. Além disso, o veículo deve ser quitado, não ser objeto de nenhum processo ou ter algum ônus, como multas ou licenciamento atrasados, por exemplo.

A instituição também informa que o crédito liberado aos clientes pode chegar a 80% do valor do automóvel e o parcelamento máximo para quitar o empréstimo é de cinco anos. O pagamento da primeira parcela pode ser efetuado em até 59 dias após o recebimento do dinheiro.

Já na modalidade em que o imóvel é dado como garantia, o banco estatal não estabelece um valor mínimo de mercado para que o bem seja elegível.

Entre os requisitos estabelecidos pela instituição, estão: que o imóvel seja próprio e residencial; que esteja localizado em área urbana e edificado em alvenaria; tenha documentação em um cartório de registro de imóveis; e que esteja em boas condições de uso.

Além disso, o Banco do Brasil informa que é possível pegar emprestado um montante que representa até 60% do valor de mercado da garantia. O prazo mínimo para o pagamento é de um ano e meio e o máximo de 20 anos.

3.Creditas

No mercado há sete anos, a fintech de empréstimo Creditas oferece as modalidades de empréstimo com garantia de veículo e imóvel, com todo o processo feito de forma digital.

As taxas de juros para conseguir crédito por meio do imóvel partem de 1,09% ao mês – patamar mais baixo do mercado – e o valor mínimo da solicitação é de 30 000 reais. Nessa modalidade, é possível tomar emprestado um montante de até 60% do valor do imóvel dado como garantia.

Já aos que querem utilizar o automóvel como a garantia da operação, a solicitação deve ser de, no mínimo, 5 000 reais, com juros que começam em 1,69%. O valor do empréstimo solicitado pode chegar até 90% do quanto o carro vale.

Para solicitar o crédito, a pessoa deve realizar uma simulação online. Se for pré-qualificado, um consultor entra em contato com o cliente para fazer a checagem dos dados e iniciar o processo de análise de crédito. Uma vez pré-aprovado, o cliente envia a documentação, é encaminhado para laudo (imóvel) ou vistoria (veículo) e o contrato é formalizado.

A liberação do dinheiro na conta do cliente acontece em até três dias para os solicitantes da modalidade com veículo.

4.Santander

Assim como a Creditas e o BB, o banco Santander também oferece crédito com garantia tanto para veículo quanto para imóveis.

Os veículos elegíveis à garantia devem ter, no máximo, cinco anos de fabricação e o cliente pode conseguir até 70% do valor de mercado do bem. A primeira parcela pode ser paga em até 59 dias e o parcelamento total para quitação pode ser estendido até cinco anos.

Já no empréstimo de garantia com imóvel, o banco informa que o cliente – ou terceiros com o qual ele tenha vínculo – deve ter um bem avaliado minimamente em 70 000 reais. O dinheiro a ser emprestado é limitado a 60% do valor do imóvel e prazo máximo para a quitação é de até 20 anos.

Para consultar as taxas de juros e o Custo Efetivo Total (CET) da operação em ambas opções, a instituição orienta que os clientes falem com o gerente ou liguem na central de atendimento.

5.Banco Inter

A instituição oferece aos clientes unicamente a opção de empréstimo com garantia de imóvel. Todo o processo é feito de forma digital. As taxas de juros partem de 1,15% ao mês mais a correção da inflação oficial medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

São aceitos imóveis residenciais e comerciais – exceto lotes, galpões e qualquer outro sem habite-se – que estejam quitados e que tenham valor mínimo avaliado em 200 000 reais. O cliente pode conseguir crédito de até 50% do valor do imóvel.

6.Bcredi

A Bcredi é uma fintech especializada em empréstimo com garantia de imóvel e em financiamentos imobiliários. Assim como na Creditas, o processo de solicitação de crédito é totalmente digital.

O requisito inicial para se engajar no empréstimo é ter uma casa ou apartamento – ambos podem ser para uso residencial ou comercial – avaliados em pelo menos 100 000 reais. A simulação é feita de forma online.

As taxas de juros que incidem sobre as parcelas partem de 1,09% ao mês, que será corrigida pelo índice de inflação medido pelo IPCA. O tempo para pagar o empréstimo pode chegar a 15 anos. Segundo a empresa, uma vez entregue toda a documentação necessária, o cliente pode receber o dinheiro em até 10 dias.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Thiago Fadini

Repórter da Revista Digital Creditas. Conectado à economia, política, novos negócios e, nas horas vagas, metido a comentarista esportivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de
Empréstimo com garantia: conheça 5 modalidades e entenda como funcionam

Crédito e empréstimo

Empréstimo com garantia: conheça 5 modalidades e entenda como funcionam

Para conseguir crédito mais barato e melhores prazos de pagamento, consumidor diversos bens. Conheça as opções

“Garantia no empréstimo reduz a taxa de juros”, diz especialista

Crédito e empréstimo

“Garantia no empréstimo reduz a taxa de juros”, diz especialista

Última entrevista do especial sobre crédito mostra como o uso de garantias na hora de tomar o empréstimo ajuda a tornar a opção mais saudável

Empréstimo consignado: crédito saudável, mas exige planejamento

Crédito e empréstimo

Empréstimo consignado: crédito saudável, mas exige planejamento

Modalidade está em crescimento no país e é usada para o pagamento de dívidas com juros mais altos. Veja 3ª entrevista do especial sobre Crédito

Usar cheque especial como parte do orçamento é armadilha para finanças

Cheque Especial

Usar cheque especial como parte do orçamento é armadilha para finanças

Perigosa, essa é a modalidade com a maior taxa de juros do mercado para pessoas físicas. Veja a segunda entrevista da série sobre Crédito

Veja mais
Navegue por temas