10 filmes para te ajudar a entender o mundo das finanças

Publicado em Atualizado em: 22/01/2019

A importância sobre educação financeira ainda não é muito clara no Brasil. Para especialista, uma das maneiras de criar empatia com o tema é por meio do entretenimento, como séries e filmes

finanças

Organizar e planejar as despesas da casa, anotar o orçamento e checar regularmente se o gasto não está maior que a renda. Hábitos de finanças que deveriam ser corriqueiros para quem administra uma casa, ainda são deixados de lado por quase metade da população brasileira. É o que indica uma pesquisa recente feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Realizado em todas as capitais do país, o estudo revela que 45% dos brasileiros não fazem controle efetivo do próprio orçamento – percentual que sobe para 48% entre as pessoas das classes C, D e E. “O brasileiro não está habituado com educação financeira e não faz poupança: o que entra, sai”, diz Ricardo Fernandes, professor de finanças da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

A falta de disciplina com as finanças pessoais é um dos principais motivos indicados pelos entrevistados pela pesquisa. Além disso, a falta de tempo, dificuldade em encontrar um mecanismo simples de controle e de fazer os cálculos também foram citados. Há ainda quem admite ter preguiça de anotar os gastos e/ou dos que afirmam não ver necessidade em fazer esse controle.

O levantamento do SPC com a CNDL escancara um fato preocupante: o brasileiro não é interessado por finanças – e, tampouco, têm consciência sobre educação financeira. Essa falta de engajamento passa a ser refletido em outros aspectos da economia e da relação com o dinheiro e crédito.

Exemplo disso é que os índices de inadimplência no Brasil continuam altos: em 2018, o país encerrou o ano com quase 63 milhões de pessoas com contas em atraso. Além disso, as pessoas ficam mal-endividadas, principalmente por recorrerem a modalidades de crédito com juros altos, como o cheque especial e o cartão de crédito.

Finanças de um jeito simples

A fim de tratar o tema com a relevância que ele merece e de desmistificar a ideia  de que finanças é algo difícil, especialistas indicam alternativas para incorporar hábitos e conceitos da educação financeira de um jeito mais natural. Até porque economia e finanças fazem parte da vida de todos, independente da fase e idade. 

Uma das recomendações, por exemplo, é por meio de filmes e seriados. Isso porque, quanto mais empatia e contato com o assunto, melhor. O recurso é muito utilizado por professores de diversos cursos como bibliografia extracurricular. Dessa maneira, o aluno leva o conceito para dentro de casa e passa a desenvolvê-lo e estudar a disciplina de um jeito descontraído.

Para o professor Ricardo Fernandes, a didática é fundamental, principalmente em disciplinas que já carregam estereótipos negativos, como, em certos aspectos, é o caso de finanças. “A empatia nesses casos é fundamental: quando a pessoa consegue estabelecer conexão com algum personagem que trata de finanças de uma maneira mais correta, há uma inspiração”, diz o especialista. “É possível aprender muito com personagens de ficção. O mundo financeiro parece um distante para a maioria das pessoas, então é mais difícil de ser tratado. Quando o aluno gosta do filme, ele passa a se interessar mais pelo tema”, conclui.  

A fim de reforçar essa didática, no início de Janeiro, a Revista Digital Creditas fez a seguinte pergunta aos leitores “Qual filme/série sobre finanças você recomendaria?”. Após as respostas, separamos 10 obras que ajudam a difundir o tema de maneira relevante e diferente.

Confira a lista de filmes e séries sobre finanças:

1- O Lobo de Wall Street

Tipo: Longa metragem

Direção: Martin Scorsese

Ano de lançamento: 2014

O filme do Scorsese traz Leonardo DiCaprio como Jordan Belfort, um corretor que trabalhou duro em Wall Street.  Seguindo os ensinamentos do mentor Mark Hanna, interpretado por Matthew McConaughey, Belfort alcança o objetivo de ser contratado como corretor da empresa, mas é surpreendido pelo Black Monday, acontecimento que fez diversas bolsas de vários países despencar repentinamente. Ambicioso e desempregado, Jordan Belfort tem a ideia de criar uma companhia focada em vender papéis de baixo valor, mas que trazem retornos vantajosos para os corretores. Assim, ele cria a empresa Stratton Oakmont, fazendo com que todos que estão em seu negócio enriqueçam rapidamente.

2- Billions

Gênero: seriado

Direção: Andrew Ross Sorkin, Brian Koppelman, David Levien

Ano de lançamento: 2016

Com quatro temporadas no ar, o seriado dirigido por Andrew Ross Sorkin, Brian Koppelman e David Levien traz o embate de Axe, gestor de um bilionário fundo de investimento com Chuck Rhodes, uma espécie de Procurador de Justiça nos Estados Unidos. Tendo como pano de fundo o mundo das altas finanças de Nova York, a série remete a temática de outras obras, como O Lobo de Wall Street e do seriado Wall Street. Billions está disponível no Netflix.

3- Fome de poder

Gênero: longa metragem

Direção: John Lee Hancock

Ano de lançamento: 2017

Fome de poder – The Founder, em inglês – narra a história do crescimento de uma das maiores redes de fast food do mundo, o McDonald’s. Com Michael Keaton como Ray Kroc, personagem principal, o longa metragem mostra como o vendedor de Illinois transformou a famosa empresa em um império da indústria dos alimentos.

4- À procura da felicidade

Gênero: longa metragem

Direção: Gabriele Muccino

Ano de lançamento: 2007

Dirigido por Gabriele Muccino, o filme é inspirado na história verídica do empreendedor Chris Gardner, um ex-vendedor que mora em São Francisco, Califórnia. Interpretado por Will Smith, Gardner se vê  “fundo do poço” ao perder a esposa, o emprego, o carro, a casa e as últimas economias. Ao lado de seu filho Christopher, de apenas cinco anos de idade, o empreendedor recomeça a vida sem dinheiro para necessidades básicas. Passa a dormir em abrigos para sem-teto, estações de trem e arruma um estágio não remunerado com a esperança de um dia dar um futuro digno ao filho e retomar as finanças de uma maneira estruturada e saudável.   

5- O homem que mudou o jogo

Gênero: longa metragem

Direção: Bennett Miller

Ano de lançamento: 2012

Baseado no livro “Moneyball: The Art of Winning an Unfair Game”, o filme narra a história verídica de Billy Beane, gerente do time de baseball Oakland Athletics. Com orçamento apertado, Beane usa de seus avançados conhecimentos em matemática para desenvolver um programa de estatística para o clube. Por meio desse programa, o gerente traça as estratégias, que vão desde como determinar o modo do time jogar,  até a selecionar os atletas que serão contratados. A iniciativa coloca o clube entre as principais equipes do esporte. No longa-metragem lançado em 2012, Billy Beane é interpretado por Brad Pitty.

6- GirlBoss

Gênero: seriado

Direção: Kay Cannon

Ano de lançamento: 2017

A série do Netflix traz a história real de Sophia Amoruso, uma jovem falida que reconstruiu a carreira vendendo roupas antigas no site eBay. A reviravolta fez com que, aos 27 anos, Sophia se visse dona de uma marca multimilionária. O seriado, que tem apenas uma temporada de 13 episódios, narra os acontecimentos de forma cômica e leve.

7- A grande aposta

Gênero: longa metragem

Direção: Adam McKay

Ano de lançamento: 2016

Baseado no livro de Michael Lewis “A Jogada do Século”, o filme conta a história de investidores que vislumbraram uma boa possibilidade de lucrar com a crise financeira que assolou o mundo e Wall Street entre 2007 e 2009. Como? Michael Burry, interpretado por Christian Bale, é dono de uma companhia que decide apostar que o sistema imobiliário americano sofrerá um colapso – e passa a investir dinheiro nisso. Ao tomar conhecimento da medida, o corretor Jared Vennett, vivido por Ryan Gosling, começa a oferecer a oportunidade aos seus clientes. O filme ainda traz Steve Carell como um dos clientes e Brad Pitt como uma espécie de guru de Wall Street. O longa-metragem ganhou o Oscar de melhor roteiro adaptado.

8- Os delirios de consumo de Becky Bloom

Gênero: longa metragem

Direção: P.J. Hogan

Ano de lançamento: 2009

Apaixonada por compras e pelo mundo da moda, Rebecca Bloomwood, interpretada pela atriz Isla Fisher, passa a escrever sobre finanças pessoais. Enquanto sua carreira decola e ela tenta se livrar de dívidas contraídas ao longo dos anos, ela repensa suas ambições e metas de vida.

9- Capitalismo, uma historia de amor

Gênero: documentário

Direção: Michael Moore

Ano de lançamento: 2009

O polêmico e respeitado documentarista e escritor Michael Moore traz uma análise sobre como o capitalismo distorceu – e mudou – os ideais de liberdade previstos na Constituição americano, em prol do lucro para parte seleta da sociedade. Ao mesmo tempo, ele escancara como grande parte da população perde direitos por conta da maneira que o sistema tem se desdobrado.

10 – Grande demais para quebrar

Gênero: longa metragem

Direção: Curtis Hanson

Ano de lançamento: 2011

Em 2008, a economia mundial enfrentou um grande colapso em decorrência da falência do tradicional banco de investimento estadunidense Lehman Brothers. E é sobre isso que o filme dirigido por Curtis Hanson aborda. Sob o ponto de vista do secretário do Tesouro americano, o filme mostra como grandes personalidades tentaram salvar o banco, cuja sede fica em Nova York.

Sentiu falta de algum filme ou seriado? Deixe seu comentário abaixo ou mande indicações para paula.bezerra@creditas.com.br

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Paula Bezerra

Editora da Revista Digital Creditas, jornalista de coração e alma. Escreve sobre finanças, inovação, economia, cultura e o que mais der na telha.

Comentários

2 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Isadora disse: às 15:43

    Adorei as dicas! vou fazer maratona de finanças!

  2. Daiane disse: às 16:15

    Que post animal! Tem um filme chamado “Walt, antes do Mickey” que fala sobre as tentativas de empreender do Walt. Mostra uma série de dificuldade que o gênio do cinema enfrentou, inclusive terminar o mês no azul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de
Planejamento financeiro para casal: como ter sucesso nessa união

Finanças Pessoais

Planejamento financeiro para casal: como ter sucesso nessa união

Evite a infidelidade financeira e descubra como organizar a vida financeira para casal

Guia do IPVA: tudo o que você precisa saber sobre o imposto

Finanças Pessoais

Guia do IPVA: tudo o que você precisa saber sobre o imposto

Como pagar? Quais veículos estão isentos? Tire suas dúvidas para não ficar inadimplente

Score: saiba o que é – e a importância de mantê-lo positivo

Finanças Pessoais

Score: saiba o que é – e a importância de mantê-lo positivo

Um bom ranqueamento pode facilitar seu acesso ao crédito - e estimular a economia

Seis maneiras de ganhar renda extra com seu bem

Finanças Pessoais

Seis maneiras de ganhar renda extra com seu bem

Conheça os aplicativos que podem ajudar a incrementar sua receita mensal

Veja mais
Navegue por temas