Revista Creditas - Conteúdo e Informação sobre Finanças

Empréstimo peer-to-peer lending: como funciona?

Peer-to-peer

O peer-to-peer lending (P2P) teve origem no Reino Unido e depois, com a crise econômica de 2008, ganhou espaço na economia de outros países como, por exemplo, Estado unidos, hoje considerado o maior mercado de P2P do mundo.

A modalidade de investimento, considerada renda fixa, é simples de entender, em uma ponta está o empreendedor (tomador de crédito) e na outra ponta está o investidor, um solicita o crédito e o outro investe o dinheiro que tem no primeiro que solicitou o montante.

O P2P é um empréstimo coletivo, pessoas investem em pessoas, sem a intermediação de um banco tradicional, com taxas menos abusivas, parcelas mais flexíveis e rentabilidade mais alta.

Vantagens do empréstimo peer-to-peer

Esse novo modelo tem como objetivo amenizar a dificuldade sentida pelo empreendedor na hora de solicitar crédito para grandes instituições financeiras. Além do empreendedor ter fácil acesso ao crédito, ele consegue fazer a devolução do dinheiro com juros bem abaixo do esperado, sem contrair novas dívidas.

O empreendedor pode solicitar o crédito para capital de giro, estoque, datas sazonais, etc, o motivo do empréstimo pode ser qualquer um, desde que relacionado ao negócio. Além disso, é importante que o tomador deixe claro suas intenções de uso para o dinheiro, pois são essas informações que o investidor terá acesso antes de fazer a aplicação.

Já para o investidor, além de contribuir para o empreendedorismo brasileiro, ele consegue bons rendimentos, chegando na rentabilidade anual de até 300% do CDI, em um prazo determinado de tempo. O investidor consegue avaliar a empresa que está solicitando o montante e decidir se quer fazer a aplicação ou não. A rentabilidade do investidor “mora” nas parcelas que o tomador vai pagar do empréstimo. É tudo simples, rápido e 100% online.  

  • menos burocracia;
  • eficiência;
  • rapidez;
  • empréstimos a juros mais baixos;
  • maior rentabilidade de investimento;
  • taxas mais justas para todos ( empreendedor e investidor).

Riscos do P2P

Investir em P2P envolve riscos, como na maioria das aplicações financeiras. O investimento em P2P Lending é classificado como de alto risco e agressivo, pois o investidor pode perder parte ou total do capital principal investido. Sendo assim, é importante que você conheça o seu perfil de risco antes de aplicar o seu capital disponível neste investimento, pois a modalidade é indicada para perfis arrojados e agressivos.

Quando a empresa tomadora do empréstimo não paga a dívida, ela não honra com o acordo e, consequentemente, fica inadimplente.  O retorno do investidor mora nas parcelas dos empréstimos – a serem devolvidos, se o empreendedor não paga, o investidor não recebe.

Apesar de você investir em títulos de renda fixa, como CDBs e RDBs vinculados, esses títulos não contam com a garantia do FGC, operações regidas pela Res. CMN 2921 que trata das operações ativas vinculadas.

Como a modalidade não tem garantias de retorno para o investidor, existe a diversificação dos investimentos. Por exemplo, na Biva, primeira fintech de peer-to-peer do Brasil, há os portfólios – grupos composto entre 7 e 10 empresas – que minimizam os riscos de perda. De qualquer forma, é indicado investir em mais de um portfólio e o resto do montante aplicar em outras modalidades de investimento.

Empréstimo online é confiável?

O empréstimo online é confiável quando feito em uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central (BC). Se você estiver planejando fazer um empréstimo online, não deixe de conferir as ofertas de empréstimos disponíveis no mercado e avaliar a melhor opção para o seu negócio.

Você consegue empréstimo de até R$800 mil sem sair de casa e sem burocracia. Depois da aprovação do empréstimo, o dinheiro é transferido rapidamente para a sua conta bancária.

Não caia em armadilhas!

Com a chegada das fintechs, startups e mudanças no cenário econômico, as pessoas estão mais receptivas a novas experiências e estão dispostas a correr mais riscos.

Entretanto, antes de tomar qualquer decisão é preciso pesquisar bastante para saber se determinado investimento realmente faz sentido para você e para o seu momento de vida. Busque referências e experiências reais.

Além disso, não faça transferências ou depósitos bancários, pois para solicitar e pegar crédito não há necessidade de antecipação de valores.

De qualquer forma, antes de começar a investir, estude bastante a modalidade e faça testes para identificar o seu perfil de risco. Busque referências e sites confiáveis para não se frustrar com o retorno e possíveis imprevistos.  

Ficou com alguma dúvida? Deixe abaixo o seu comentário. 😉

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Biva

Este texto foi escrito pela equipe da Biva, primeira plataforma online de peer-to-peer lending (P2P) no Brasil e tem como objetivo democratizar o acesso ao crédito/empréstimos para empresas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de

Empréstimo online para empresas: o que você precisa saber

Empréstimos para Empresas

Empréstimo online para empresas: o que você precisa saber

Conheça as opções de empréstimo para empresas disponíveis na internet

Sua empresa precisa antecipar recebíveis? Conheça o Factoring

Empréstimos para Empresas

Sua empresa precisa antecipar recebíveis? Conheça o Factoring

Também chamado de fomento mercantil, o Factoring é indicado para adiantar recebimentos e equilibrar o fluxo de caixa da sua empresa. É uma boa opção p ...

Guia completo sobre Empréstimos para Empresas

Empréstimos para Empresas

Guia completo sobre Empréstimos para Empresas

Empréstimos para empresas são alternativas para quem procura expandir e reformar o seu negócio. Também pode ser utilizado para pagamento de contas e f ...

Veja mais