Saiba como funciona o empréstimo consignado Caixa

A linha de crédito consignada vem crescendo regularmente no Brasil, movimentando bilhões de reais todos os meses. Entenda como contratar e conheça alternativas para o empréstimo consignado Caixa.

A Caixa Econômica Federal é um dos maiores bancos do país. Conhecida por excelentes taxas de juros, fruto de subsídios do governo, a instituição oferece várias linhas de crédito. O empréstimo consignado Caixa é um exemplo destinado a trabalhadores do setor privado, funcionários públicos e beneficiários do INSS.

Essa modalidade de empréstimo vem crescendo no Brasil. No primeiro semestre de 2017 movimentou mais de R$ 14,2 bilhões. Isso representa um aumento de 28% em relação ao mesmo período em 2016.

Algo que contribui para o crescimento são as taxas de juros competitivas, entre as menores do mercado. Por usarem os rendimentos fixos como garantia, as instituições são capazes de oferecer condições vantajosas aos clientes.

 

Como funciona o empréstimo consignado Caixa

O empréstimo consignado Caixa está disponível em três categorias: público, privado e INSS. Essa linha de crédito possui uma particularidade, o cliente não precisa ser correntista do banco para solicitar. No entanto, trabalhadores do setor privado precisam estar em empresas conveniadas à Caixa.

A parcela do empréstimo é descontada diretamente em folha, então o consumidor não precisa se preocupar com os pagamentos. A única necessidade é adequar o orçamento à renda que fica comprometida no início do mês.

Para contratar o consignado, basta se dirigir à uma agência com documentos básicos. RG, CPF, comprovante de residência atualizado e o comprovante de renda mais recente. Funcionários de empresas privadas precisam providenciar a margem consignável junto ao RH. Esse documento deve ser validado e levado ao banco para a contratação.

 

Taxas de juros do empréstimo consignado Caixa

As taxas apontadas acima são os juros médios calculados pelo Banco Central. O valor exato só será possível de obter fazendo a consulta com a própria instituição. Isso acontece porque as taxas variam de acordo com a análise de crédito, além da relação do cliente com a Caixa.

Esses fatores influenciam nos juros cobrados pela instituição financeira, assim como o prazo de pagamento. Quanto maior for o período, mais altos são os juros. Portanto, na hora da simulação, recomendamos utilizar a taxa média, pois apesar de variar na hora de contratação, te revela o cenário mais real disponível.

 

Simulador: empréstimo consignado Caixa

A simulação é muito importante de ser feita antes de contratar qualquer empréstimo. Como o consignado é descontado diretamente do holerite e o mês começa já com essa renda comprometida, é essencial saber qual será o valor da parcela. Ainda que não seja um valor preciso, devido a possíveis encargos e diferentes taxas inclusas, já é uma quantia que permite se basear.

Outra possibilidade é calcular quanto é o máximo possível de solicitar a partir da renda mensal. Considerando que a Caixa permite comprometer até 30% dos rendimentos com a parcela do empréstimo, você consegue calcular o maior valor de solicitação disponível para o seu perfil. Basta completar a calculadora com a renda, a taxa de juros e o prazo de pagamento desejado.

 

Vantagens do empréstimo consignado Caixa

A principal vantagem do empréstimo consignado Caixa é a taxa de juros. Os índices oferecidos aos clientes são bastante competitivos em relação aos outros bancos do mercado.

Além disso, a facilidade para contratar essa linha de crédito é notável. A maior dificuldade está em descobrir a possibilidade de pagar a dívida e ser aprovado pelo órgão responsável. O dinheiro liberado é para uso livre, ou seja, o cliente faz o que bem entender com a quantia disponibilizada.

Por fim, é muito cômodo e fácil de pagar. As parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento salarial ou do benefício. Não é necessário ficar se preocupando em esquecer boletos e pagar multas de atraso. Mas não se desligue completamente, pois ainda pode ocorrer algum problema com a empresa no repasse do pagamento ao banco.

 

O que avaliar antes de fazer um empréstimo consignado

Como o dinheiro será descontado rigorosamente todo mês, direto na folha salarial é importante verificar quanto é possível comprometer. Apesar de o máximo permitido ser 30%, pode ser um valor muito alto. Sempre lembre que o mês já começa com essa parte da renda destinada ao pagamento da dívida.

Se você pegou crédito consignado e foi demitido, saiba que é possível utilizar até 30% das verbas rescisórias para quitar o empréstimo. E se houver esse desligamento da empresa, o consignado pode migrar para a modalidade pessoal, com juros mais altos.

Sem a garantia salarial, é válido considerar um novo empréstimo mais barato para saldar o débito antigo. A opção de um empréstimo com garantia pode ser usada nesse caso de emergência, ou ainda antes, como uma alternativa ao consignado.

Um carro ou uma casa são garantias mais sólidas do que o salário ou benefício. A Creditas utiliza essas dois tipos de bens nas operações. O empréstimo com garantia de imóvel oferece taxas a partir de 1,15% ao mês + IPCA e até 20 anos para pagar. Já com o empréstimo com garantia de veículo é possível solicitar até 90% do valor do automóvel com taxas a partir de 1,75% ao mês.

Se interessou? Faça uma simulação em nosso site.

Relacionados

Juros, taxas e prazos: saiba como calcular emprést... Na hora de solicitar um empréstimo, poucas pessoas olham com atenção para as condições oferecidas pelos bancos. Muitas vezes, deixam de notar que na o...
Empréstimo com restrição no CPF Consiga dinheiro mesmo estando com o nome sujo. Saiba como funciona o empréstimo para negativados e como solicitar o seu As linhas de empréstimo co...
Como calcular o Custo Efetivo Total O CET - Custo Efetivo Total corresponde a todos os encargos e despesas incidentes nas operações, de forma que conhecendo previamente o custo total da ...
Conheça as modalidades de empréstimo Banco do Bras... Os bancos brasileiros costumam oferecer praticamente os mesmos serviços, empréstimos e financiamentos. No entanto, existem algumas diferenças que pode...

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

  1. Ótimo artigo, tirou minhas dúvidas, obrigado!
    Galileu

    Responder

    1. Ficamos muito felizes quando ajudamos os nossos leitores
      Muito obrigado pela leitura e pelo comentário!
      🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *