Revista Creditas - Conteúdo e Informação sobre Finanças

Empréstimo com garantia: 8 mitos e verdades

Comprovar renda para conseguir o crédito? Ter um bom histórico de consumo? Veja o que é verdade e o que é fake news quando o assunto é empréstimo com garantia

empréstimo com garantia

Empréstimos são operações de crédito em que uma pessoa ou empresa recebe uma quantia em dinheiro, com o compromisso de pagar no futuro o valor ofertado – acrescido de juros e encargos. Eles podem ocorrer em várias modalidades, como empréstimo pessoal, empréstimo com garantia, empréstimo consignado, e etc. Seguindo as normas do Banco Central (BC), o prazo para efetuar o pagamento, o total das parcelas e os juros são firmados entre as partes envolvidas no processo e variam de acordo com o modelo do crédito.

Tal atividade tem crescido cada vez mais no Brasil. Nos últimos dez anos, o total de recursos oferecidos em crédito no Brasil passou de 1,8 trilhão de reais para 3,1 trilhões de reais, de acordo com estimativas da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac). Fenômeno crescente no país, as fintechs – empresas que oferecem serviços financeiros por meios tecnológicos – aparecem cada vez mais como meios alternativos ao bancos para  se obter crédito.

Embora a representatividade ainda não seja intensa quando comparada com os bancos tradicionais, essas empresas contam com uma ampla vantagem: oferecem créditos online e, normalmente, conseguem dispor de taxas menores. Isso ocorre porque há a economia de não ter os gastos com agências.

Além disso, as fintechs possuem uma estrutura mais simplificada e não possuem agências físicas, como em instituições “tradicionais”. Esse modelo faz com que o repasse dos custos da operação sejam bem menores. Há também o fato de ser tudo no ambiente digital: o crédito online é mais acessível, já que qualquer pessoa com acesso a internet pode solicitar o crédito.

Essa medida faz com que o credor tenha mais cuidado para avaliar o empréstimo, o que diminui o risco da operação. Consequentemente, o empréstimo pode ser concedido com taxas menores e mais acessíveis.

Entre os tipos de créditos oferecidos por fintechs que atuam no Brasil está o empréstimo com garantia. Ainda pouco usual no país, a modalidade corresponde por menos de 30% do mercado. Nos Estados Unidos, por exemplo, esse tipo de crédito chega a 85% do mercado.

Por ainda estar em fase de crescimento no Brasil – e com muito potencial de expansão -, essa modalidade ainda carrega muitas dúvidas e aquelas “famosas” fake news.

Para compreender ao certo como funciona, convidamos Roberto Vertamatti, diretor de economia da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (ANEFAC), para responder alguns dos questionamentos.  

Confira, a seguir, o que é mito e o que é verdade:

– Para conseguir o empréstimo com garantia, devo colocar um bem como garantia

VERDADE

O empréstimo com garantia é uma modalidade na qual o cliente oferece um bem à instituição e, assim, consegue o crédito. Por oferecer um bem como garantia de  pagamento do empréstimo, a transação é considerada de menor risco. Desse modo, a empresa que dispõe o crédito pode oferecê-lo por juros mais baixos, além de prazos maiores para pagar.

Ele funciona da seguinte maneira: a garantia é um bem colocado no contrato do empréstimo, podendo ser vendido para quitar a dívida em caso de inadimplência. As instituições podem aceitar diversos bens como garantia: o imóvel, o veículo, jóias e até mesmo o seu próprio salário.

Esse método permite que sejam oferecidas taxas de juros menores, já que o risco para a instituição financeira é reduzido.

– Devo comprovar renda para conseguir o empréstimo, mesmo sendo empréstimo com garantia

VERDADE

Mesmo sendo uma transação em que um bem é colocado como garantia, é importante que haja a comprovação de renda, sim. Isso também é uma maneira da empresa se precaver para não tomar um calote durante a operação.

Esse processo também ajuda a identificar a relação do cliente com o dinheiro: se ele é organizado financeiramente, tem condições de arcar com o empréstimo, e etc. Isso contribui a  elaborar os componentes do empréstimo: o valor principal que será cedido, a taxa de juros e o prazo de pagamento.

Além disso, é uma maneira de reduzir o acúmulo de um débito que o cliente não pode arcar. “Sim, a instituição faz a análise de renda. Mesmo que você dê um bem como garantia, ela quer saber capacidade de pagamento”, explica Vertamatti.  

“A instituição que cederá o crédito não tem interesse no bem que é colocado em garantia e nem é especializada em comercializá-los. A instituição quer receber o dinheiro que emprestou.”

– O documento do bem passa para o nome da empresa que empresta o dinheiro

MITO

Essa afirmação é um mito. Mesmo colocando o bem em garantia, ele ainda é da pessoa que o detém. O que acontece nesse processo é que o bem, seja um carro, ou um imóvel, fica alienado à instituição que ofereceu o crédito. “O financiador é quem terá a reserva de domínio até o pagamento da dívida”, afirma o especialista.

Ou seja, o bem continuará na posse do dono, mas a propriedade (posse indireta), fica com a companhia que cedeu o empréstimo. Ao quitar o crédito, a informação poderá ser retirada do documento.

– Para conseguir o empréstimo, devo fazer algum pagamento antecipado

MITO

Atenção, esse pedido é ilegal: há uma regra no Banco Central que proíbe a prática. Portanto, em grande parte dos casos, o pedido de um pagamento antecipado pode se tratar de um golpe. Fique atento.

Para solicitar o empréstimo, você deve entrar em contato com a empresa que fornece o crédito. Na sequência, disponibilizará seus dados para que a companhia faça a análise de crédito. Após todo o trâmite de documentação, análise de crédito e validação dos documentos, há o processo de formalização do pedido.

Nesse momento, o tomador de empréstimo receberá um documento (Cédula de Crédito Bancário). Com o contrato firmado, a próxima etapa é receber o valor do crédito tomado. Só após esses processos que há o pagamento das parcelas do empréstimo.

Outra dica é sempre procurar alguma instituição que tenha o aval de operação do Banco Central.

– Meu histórico de consumo no mercado (saber se estou negativado, ou não) influencia para conseguir o empréstimo

VERDADE

Muitas vezes as pessoas vão tomar um crédito e são surpreendidas com a informação de que estão negativadas no mercado. Cadastros desatualizados, não acompanhar o histórico do CPF ao longo dos anos e a falta de informação podem contribuir para isso – além, claro, do não pagamento da dívida.

“Sem dúvida que o seu histórico no mercado (com informações Serasa e SCPC, por exemplo), indicam a sua situação financeira, se está inadimplente e/ou negativada. E isso influencia para conseguir um empréstimo”, diz Vertamatti.

Por isso, é muito importante acompanhar o seu histórico no mercado, saber como está seu CPF, se tem algum débito ou se foi negativado por alguma conta em atraso – e que nem sabia que existia.

Fica mais difícil conseguir um crédito no mercado se estiver com o nome negativado ou inadimplente.  

– É possível solicitar qualquer valor

MITO

Assim como em outras modalidades de empréstimo, o de garantia tem um valor mínimo e máximo que pode ser solicitado, isso varia de acordo com a empresa que disponibilizará o montante.

Além disso, existem outros fatores que influenciam no processo. “ [o montante solicitado] Também pode variar de acordo com a capacidade de pagamento do credor”, lembra o diretor.

No caso da Creditas, o empréstimo com garantia de automóvel, a empresa pode ceder até 90% do valor do carro. Isso dependerá do modelo do veículo, do ano dele e do perfil. Já no caso da garantia de imóvel, é possível solicitar até 60% do valor do imóvel colocado como garantia.

– O bem pode ser tomado em caso de calote no empréstimo

VERDADE

Em caso de não pagamento da dívida, o bem colocado como garantia pode, sim, ser tomado. Por isso que os juros e os prazos dessa modalidade são melhores, pois o bem colocado como garantia proporciona uma segurança maior de que o empréstimo será pago de alguma maneira.

É importante ressaltar, porém, que o objetivo da empresa que oferece o crédito não é a de tomar o bem colocado como garantia. Ele funciona apenas como uma certificação maior de que o empréstimo será quitado.

“O bem estará alienado à instituição até o pagamento final do empréstimo. Caso o tomador do crédito fique inadimplente, o bem irá para o banco, ou quem foi o financiador”, explica o especialista.

É possível conseguir o empréstimo colocando um avalista 

VERDADE

É possível, sim, conseguir um empréstimo colocando um avalista como garantia na operação. No caso do empréstimo com garantia, o avalista deve ser uma pessoa de primeiro grau – pai, mãe ou cônjuge -, que aceite somar a renda e/ou ser responsável pelo pagamento das parcelas.

Para as empresas que cedem crédito, o avalista é uma espécie de  segurança de que a dívida será paga.

É importante lembrar que o bem deve estar no nome da pessoa que pegará o empréstimo. O avalista apenas se somará ao processo.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Paula Bezerra

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de

Financiamento estudantil: como se planejar e adquirir

Empréstimos e Financiamentos

Financiamento estudantil: como se planejar e adquirir

Mais de 2 milhões de pessoas já pegaram empréstimo para garantir os estudos. Conheça alguns dos modelos de crédito

Empréstimos: entenda como funcionam 7 das modalidades mais comuns

Empréstimos e Financiamentos

Empréstimos: entenda como funcionam 7 das modalidades mais comuns

Tire suas dúvidas sobre algumas das principais modalidades de crédito

Empréstimo online: 8 mitos e verdades

Empréstimo Online

Empréstimo online: 8 mitos e verdades

Falta de conhecimento é um entrave para tomar crédito na internet. Confira o que é fake e o que é verdade sobre o tema

Cooperativa de crédito: conheça vantagens e riscos

Empréstimos e Financiamentos

Cooperativa de crédito: conheça vantagens e riscos

Nesse modelo de negócio, você é cliente e dono ao mesmo tempo. Confira!

Veja mais