Deduções legais ou desconto simplificado?

Saiba como escolher a forma de tributação aplicada na declaração do imposto de renda

Se você é um contribuinte e já começou a elaborar sua declaração de imposto de renda, será necessário optar entre a forma de tributação aplicada aos rendimentos, já que a Receita Federal disponibiliza duas formas de tributação e o próprio contribuinte deverá escolher uma delas.

Ao baixar o Programa IRPF 2013, irá perceber que as opções de tributação ficam no canto inferiror esquerdo da tela do programa para a declaração do imposto de renda e para escolher, basta clicar numa delas.

  1. Deduções legais
  2. Desconto simplificado
  3. Comprovando a melhor opção

1. Deduções legais

Todas as deduções legais e comprovadas poderão ser utilizadas e pode ser vantajosa para aqueles que guardaram os recibos de pagamentos realizados durante o ano.

Como no desconto simplificado a dedução é automática, com desconto de 20%, aqueles que tiverem gastos dedutíveis superiores a 20% poderão se beneficiar optando pela tributação com deduções legais.

O contribuinte deve optar pelas deduções legais se desejar:

  • compensar imposto pago no exterior
  • compensar prejuízo da atividade rural de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário

2. Desconto simplificado

Qualquer contribuinte pode optar pelo desconto simplificado. Nesta forma de tributação a Receita Federal utiliza o desconto de 20% dos rendimentos tributáveis, substituindo as deduções legais.

Neste caso a dedução é limitada a R$ 14.542,60 e não há a necessidade de comprovação das despesas.

3. Comprovando a melhor opção

O próprio programa de declaração de imposto de renda possibilita que nos certifiquemos da melhor opção, já que ao concluir a elaboração, o contribuinte poderá escolher a que lhe for mais vantajosa.

Para decidir entre as deduções legais e o desconto simplificado, basta clicar na imagem da lupa (comparativo), localizada ao lado do título “Opção de tributação”. Uma janela comparativa abrirá e os valores serão demonstrados, possibilitando a melhor escolha.

Relacionados

9 mitos e verdades sobre dívidas Falar de dívidas ainda é um grande tabu no Brasil. As pessoas conversam pouco sobre isso porque ficam com vergonha. E isso se torna um problema, pois ...
As 5 melhores dicas para utilizar o décimo terceir... Poucas pessoas estão preparadas para receber o décimo terceiro salário. Por ser uma renda extra, muitas acham que podem sair gastando deliberadamente....
Aprenda a consultar online se o seu nome está sujo... Quem está com o nome sujo tem duas opções: pagar a dívida à empresa que colocou seu nome nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, ou espe...
5 passos para economizar na reforma e conquistar a... Você já deixou de comprar materiais ou incluir aquele objeto que você se apaixonou simplesmente por ter faltado orçamento ou pelo projeto ter ultrapas...

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *