Enfrente o Leão: guia para declarar empréstimo no Imposto de Renda

Publicado em Atualizado em: 13/03/2018
como declarar empréstimo no imposto de renda

A hora de encarar o Leão chegou e, além de registrar contas pagas e recebimentos, é preciso, também, declarar o empréstimo no Imposto de Renda. Se no último ano, você tomou mais de R$ 5 mil reais, precisa inserir na declaração.  

De acordo com o cronograma da Receita Federal, o prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda 2018 é até 30 de abril.  Quem perder este prazo, estará sujeito à cobrança de multa de 1%, ao mês, sobre o valor de imposto devido. Para evitar mais esse gasto, aprenda a declarar.

Quem precisa declarar o empréstimo no imposto de renda?

Pessoas que receberam rendimentos tributáveis de valor superior a R$ 28.559,70, com rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil. Se você vendeu um imóvel e obteve algum ganho de capital, possui algum imóvel com valor acima de R$ 300 mil ou opera na bolsa de valores, também necessita declarar o Imposto de Renda.

Vale ressaltar, se tiver filhos ou dependentes com mais de 12 anos, será necessário apresentar o CPF deles na declaração. Até 2016, a idade limite para a apresentação do CPF dos dependentes era de 14 anos.

Como declarar: passo a passo

Se a instituição financeira ainda não te enviou o comprovante do empréstimo para você declarar, entre em contato. É direito do consumidor ter acesso a esse valor.

Para cada linha de crédito a declaração é feita de uma forma. Confira:

Empréstimo Consignado, Empréstimo Pessoal ou Cheque Especial: o empréstimo sem garantia deverá ser informado na ficha de Dívidas e Ônus Reais, linha 11 (estabelecimento bancário comercial). Nesta ficha, você deverá informar algumas informações relativas à dívida. Entre elas o CPF ou o CNPJ do seu credor e a natureza da dívida, por exemplo. A instituição ou pessoa que te emprestou o dinheiro deve ser entendida como “credor”.

Se solicitou mais de um empréstimo no período, crie um item individual para cada credor, de acordo com especificações pré-definidas. São elas: Estabelecimento bancário comercial; Sociedades de crédito, financiamento e investimento; Outras pessoas jurídicas; Pessoas físicas; Empréstimos contraídos no exterior; Outras dívidas e ônus reais.

Se pediu a antecipação total ou parcial das parcelas do seu empréstimo, também precisa fazer esse apontamento na sua declaração. Isso evita que você tenha irregularidades referentes a esse valor no próximo ano.

Empréstimo com garantia, Financiamento ou Consórcio: deve ser incluído na ficha de “Bens e Direitos”, no código relativo ao bem. Informe todos os dados do bem, do vendedor e do crédito no campo “Discriminação”. Registre os valores já pagos nos campos “Situação”.

No caso do consórcio, mesmo se não contemplado deve ser informado na ficha “Bens e Direitos”.

A Receita Federal orienta a não declarar dívidas do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), ou seja, contraídas a partir da compra de imóveis ou quando o bem é usado como garantia do crédito. O mesmo é válido para o consórcio.

Caso tenha alguma dúvida ou precise de mais informações, consulte o guia do Imposto de Renda Pessoa Física 2018 no site da Fazenda.

 

Como declarar empréstimo de pai para filho

Também é importante prestar contas ao leão se o empréstimo envolve família.

Declaração do pai/ mãe: Quem concede o crédito deve registrar os dados do empréstimo no campo de “Bens e Direitos” e indicar indicar o nome e o número do CPF do filho, e na coluna “Situação em 31/12/2017” o valor oferecido, código 51.

Declaração do filho: os recursos recebidos devem ser declarados na ficha “Dívida e Ônus Reais”, código 14. No campo “Discriminação” da parte de “Bens e Direitos”, deve registrar a aquisição do imóvel de forma detalhada e o valor efetivamente pago, na coluna “31.12.2017”.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Comentários

4 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. joao batista da silva disse: às 20:31

    preciso de uma quantia para quita as minhas dividas de ums 50,000 mil ai eu fico livre de outros banco voces pode me ajuda preciso financia as minas dividas tem umas vencida e outras para vence.

    • Revista Creditas disse: às 12:35

      Oi João, tudo certo?

      Você conhece nossas modalidades? Fazemos empréstimo com garantia de imóvel ou de automóvel 🙂
      Dependendo da restrição conseguimos te atender! Faz uma simulação lá no nosso site https://www.creditas.com.br/

  2. Ricardo disse: às 15:08

    Por acaso estava com dúvida mesmo em como declarar empréstimo no imposto de renda.
    O artigo foi bem esclarecedor, muito obrigado.

    *Dica: Tentem colocar a letra um pouco mais escura para ser mais fácil de ler.

    • Time Creditas disse: às 19:19

      Atualizamos o texto com uma letra mais escura, Ricardo! Obrigado pelo toque. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de
Guia para declarar o empréstimo no Imposto de Renda 2019

Empréstimo Pessoal

Guia para declarar o empréstimo no Imposto de Renda 2019

Saiba como enviar as informações a Receita Federal, quais as diferenças entre as modalidades de crédito e como evitar a malha fina

Guia do IPVA: tudo o que você precisa saber sobre o imposto

Finanças Pessoais

Guia do IPVA: tudo o que você precisa saber sobre o imposto

Como pagar? Quais veículos estão isentos? Tire suas dúvidas para não ficar inadimplente

Passo a Passo: como declarar Imposto de Renda 2018

Impostos

Passo a Passo: como declarar Imposto de Renda 2018

Chegou a hora de declarar o IR, mas não sabe por onde começar? Tire todas as sua dúvidas aqui! Veja como fazer e fique em dia com o governo.

IPVA atrasado: aprenda a regularizar e fuja das consequências

Impostos

IPVA atrasado: aprenda a regularizar e fuja das consequências

Deixar de pagar ou atrasar o IPVA pode gerar uma série de consequências, como tomar multa e não circular com o veículo. Mas com algumas dicas é possí ...

Veja mais
Navegue por temas