Crédito Consignado: como funciona e quando é vantajoso

O crédito consignado desconta a parcela diretamente do salário ou benefício do INSS e exige planejamento financeiro; esse tipo de empréstimo é indicado em casos emergenciais e reduz a inadimplência.

O crédito consignado é uma das modalidades mais vantajosas do mercado financeiro, já que oferece taxas de juros baixas e prazos longos para pagamento, assim como o empréstimo com garantia. Por isso é muito utilizada entre os brasileiros.

Uma pesquisa de junho de 2017, feita pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), aponta que aproximadamente 33 milhões de brasileiros possuem essa modalidade de crédito. Mas, afinal, quem pode recorrer a esse recurso e quais as regras em torno dele? Saiba como funciona e quais instituições estão disponíveis.

O que é crédito consignado

Apenas algumas pessoas têm acesso a esse empréstimo e devem estar entre as seguintes condições: aposentado pelo INSS ou pensionista, assalariado com carteira assinada ou funcionário público.

O crédito consignado tem como principal destaque a forma de pagamento. O dinheiro é retirado diretamente do salário ou benefício do INSS e mesmo que o devedor não queira pagar a parcela em determinado mês, é um processo automático e inevitável. Portanto, se a pessoa quiser ter aquela quantia de volta não há como e é preciso saber lidar com o salário menor e se  reorganizar financeiramente.

Este tipo de empréstimo traz menos riscos às instituições financeiras, uma vez que se tem garantia do pagamento da parcela no dia certo. Por isso, o lado bom é que dessa forma os bancos podem cobrar juros menores. Estas taxas variam de acordo com a política de cada empresa.

Como funciona

Antes de procurar o empréstimo consignado é importante saber quais as principais regras e as diversas situações que podem envolver o cliente, como problemas com inadimplência, demissão e qual o limite de crédito.

É possível fazer mais de um consignado ao mesmo tempo?

Sim, desde que o valor das parcelas dos empréstimos, somadas, não ultrapassem os 30% do salário ou do benefício.

O que acontece se a pessoa for demitida ou for para outra empresa

Mesmo que uma pessoa esteja desempregada ou tenha sido demitida a dívida é cobrada. Por isso, nesta linha de crédito é preciso ter uma renda garantida no final do mês. Nesse caso, a pessoa deve ir ao banco para quitar totalmente o valor ou renegociá-lo. É interessante encontrar a melhor forma de pagamento para ambas as partes.

Ao assinar o contrato com a empresa de crédito, a pessoa tem 30% do valor da rescisão descontado com a finalidade de quitar parte da dívida. Mas nem todo mundo presta atenção nesta cláusula na hora de assinar. Além disso, na verdade, se a instituição não fizer o desconto no seu salário a dívida passa a ser dela. Por isso, leia com atenção o documento e se perdê-lo, consulte o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do banco.

É importante saber exatamente quanto deve, porque às vezes nem mesmo a quantia descontada da rescisão é suficiente para pagar tudo.Tenha certeza do valor total da dívida e quanto falta para quitá-la.

A regra de descontar do salário não muda mesmo quando uma pessoa se demite, mas a nova empresa onde ela irá trabalhar deve estar de acordo com o banco. E este deve estar autorizado a retirar as parcelas diretamente da folha de pagamento. No caso de ser demitido por justa causa e não ter outro emprego não há possibilidade de transferir o consignado. O melhor, então, é acertar a dívida com o banco.

E em caso de inadimplência?

O ideal é ir até a instituição financeira e renegociar a dívida do crédito consignado. Também é indicado pedir para aumentar o número de parcelas, ou seja, você paga um valor mensal menor por mais tempo. Ainda é possível fazer um outro empréstimo para quitar o primeiro, se não houver outra saída. O banco pode repensar prazos e condições.

Qual o limite de crédito consignado?

A parcela cobrada mensalmente não deve superar 35% do salário ou do benefício. Mas, é preciso estar atento, porque 5% disso só poderá ser usado no cartão de crédito consignado. Isso significa que mesmo em caso de não poder pagar o valor integral da fatura o mínimo é descontado da folha de pagamento.

Há análise de crédito por parte da instituição financeira?

Mesmo que a pessoa tenha uma renda garantida no fim do mês e o banco tenha certeza do recebimento da parcela, ele avalia o histórico financeiro do cliente e todas as condições para liberar o valor requerido. Logo que o limite é aprovado o dinheiro cai na conta em 24 horas, variando segundo cada instituição.

Vantagens e desvantagens do consignado

Essa linha de crédito tem se tornado bastante popular pelas vantagens que oferece. Uma delas é a de ter juros menores, como já citado anteriormente. Como a parcela é descontada diretamente do salário, o banco corre menor risco de perder dinheiro. Consequentemente aumenta os benefícios para o cliente. Ainda evita um possível esquecimento ou atraso do pagamento por parte do cliente, o que poderia gerar mais juros e aumentar a dívida.

É uma boa ideia usar esse tipo de empréstimo em situações de emergência, como uma cirurgia inesperada ou outro tipo de gasto incomum. Também é possível concentrar várias dívidas em uma só. Dessa forma, é possível pagar todo mês apenas para uma instituição, com a qual fez o crédito consignado, e com organização.

Por outro lado, o cliente fica sem 30% do salário para usar em outras contas, como a fatura do cartão de crédito. Por isso, é necessário ser organizado e fazer um planejamento financeiro.

Talvez em alguns casos seja mais interessante conseguir juros ainda mais baixos. O empréstimo com garantia do veículo ou do imóvel, como é o caso da Creditas, também é vantajoso.

Faça uma simulação do empréstimo com garantia

 

Compare as taxas de juros dos diferentes tipos de empréstimo:

Como conseguir crédito consignado

Para conseguir o recurso, o funcionário com carteira assinada, deve ir ao setor de Recursos Humanos (RH) da empresa. Lá, verifique quais instituições envolvidas com essa linha de crédito estão conveniadas com o local onde trabalha.

Quais instituições financeiras oferecem consignado?

Ao contrário do que muitos pensam, a Caixa Econômica Federal não é a única a realizar essa linha de crédito. Além dela, mais de 50 instituições podem ser procuradas com essa finalidade, como Banco Itaú, Santander, Banco do Brasil, HSBC. Também estão inclusos o BMG, Banco Pan, BV Financeira, Argiplan e Portocred. Ainda é possível solicitar esse tipo de serviço em empresas online.

No entanto, fique atento às restrições e tipos de clientes aceitos em cada instituição. Também é importante saber qual tem convênio com o local onde trabalha, se tiver carteira assinada. É importante lembrar que não é necessário ter conta ou qualquer tipo de vínculo com o banco procurado para empréstimo.

Relacionados

Crefisa: como funciona o empréstimo para negativad... Funcionários públicos, aposentados e pensionistas negativados conseguem empréstimo pessoal na Crefisa, mas pagam quase o dobro de juros Se você est...
Saiba como renegociar seu empréstimo consignado Em muitos casos é comum adquirir um crédito consignado para quitar as dívidas, comprar um veículo, arrumar a casa ou investir nos estudos. Isso porque...
Empréstimo: como escolher a melhor opção Existem muitos tipos de empréstimo e escolher o melhor não costuma ser uma tarefa simples. Cada um atende às necessidades diferentes e, em razão disso...
Todas as razões para dizer sim ao empréstimo para ... Fazer uma festa de casamento ainda é o grande sonho de muitos casais, mas muitos adiam o grande dia por questões financeiras. O que fazer quando sobra...

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *