O que é correspondente bancário: vantagens e cuidados

Correspondente Bancário

O Banco Central define correspondente bancário como “empresa contratada por instituições financeiras e demais instituições autorizadas pelo Banco Central para a prestação de serviços de atendimento aos clientes e usuários dessas instituições.”

Em outras palavras é uma empresa não bancária (pessoa jurídica) responsável por mediar instituições financeiras e clientes. Essas empresas realizam operações de crédito e outros serviços, em nome de um banco, e podem estar conveniadas a mais de uma companhia.

Entre os correspondentes mais conhecidos encontram-se as lotéricas e o banco postal, marca utilizada pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT.  

O principal objetivo é levar serviços bancários à maior parte da população, estender a lugares onde não há agência dos principais bancos, por exemplo. Dessa forma, consegue acelerar o atendimento ao cliente e facilitar o acesso ao crédito.

Além disso, muitas organizações apostam em parcerias de vendas com outras empresas para alcançar um maior número de clientes. Por exemplo, várias fintechs, companhias especializadas em finanças, concedem crédito, mas precisam de instituições parceiras para emitir propriamente o capital e outras para captar público.

 

Para quê serve um correspondente bancário

 

De acordo com a regulamentação do Banco Central, essas instituições podem realizar serviços financeiros variados, como:

 

  • Recebimentos e pagamentos de contas qualquer natureza
  • recepção e encaminhamento de propostas de abertura de contas de depósitos à vista e a prazo
  • Coleta de informações cadastrais e análise de crédito
  • Serviços de cobranças
  • Ordens de pagamento
  • Solicitação de empréstimos pessoais, empresariais e financiamentos
  • Solicitação de cartão de crédito e débito para trabalhadores e aposentados
  • realização de recebimentos, pagamentos e transferências eletrônicas visando à movimentação de contas de depósitos de titularidade de clientes mantidas pela instituição contratante;
  • Aplicação e resgate em fundo de investimento
  • Realização de operações de câmbio de responsabilidade da instituição contratante

 

Se você for solicitar um empréstimo, por exemplo, precisa permitir o acesso a essas informações por meio de um contrato. Entre as cláusulas estão: garantir o acesso ao Banco Central e liberar documentos.

Como funciona o correspondente bancário

Um correspondente bancário pode não só representar um serviço financeiro de um banco, mas também usar os recursos deste para conceder crédito.

Muitas companhias que oferecem empréstimo, por exemplo, fecham parcerias com outras com público propenso à contratação do recurso. Assim, suponhamos que uma pessoa queira reformar a casa própria com uma equipe de arquitetos, mas não tem dinheiro para pagar tudo. A empresa responsável pela obra pode indicar o cliente à instituição de crédito imobiliário. Em troca, os parceiros recebem uma bonificação.

Quando uma organização não tem um fundo creditório próprio, de onde emite o capital, também precisa recorrer a bancos maiores e reconhecidos para isso.

A Creditas é um exemplo de fintech considerada correspondente bancário especialista em empréstimo com garantia de veículo e de imóvel. O objetivo da companhia é facilitar o acesso ao crédito por meio da tecnologia e da redução dos juros. Você pode fazer parte da contratação pelo site, e receber quantias elevadas por parcelas mais baratas.

Nessa modalidade, você assegura o pagamento com um bem por meio de um contrato. Mas, pode usá-lo normalmente, inclusive vendê-lo ou alugá-lo. Isso é chamado de alienação fiduciária. Só é tomado em caso de não pagamento, o que é raro de acontecer já que as taxas são muito baixas e os prazos longos.

Se precisar de até 90% do valor do seu veículo pode aliená-lo e conseguir uma taxa mínima de 1,49% ao mês. Tem até 48 meses para quitar. No caso do imóvel o valor sobe para 60% do que vale a partir de 1,15% ao mês. O prazo chega a 240 meses.

Vantagens e cuidados

O correspondente bancário facilita o acesso a inúmeras operações, sem que você precise se deslocar até uma agência. Assim, ganha tempo, pode continuar no conforto do seu lar e não corre perigo na rua.

Também é possível resolver tudo em um lugar só. Por exemplo, uma padaria, além de vender produtos próprios, pode disponibilizar saques, pagamento, abertura de contas, recarga de celular e seguros.

Poderia até oferecer empréstimos, mas isso não costuma acontecer, pois a operação é um pouco mais rebuscada. Por isso existem correspondentes bancários especializados nesse setor. Como no caso da Creditas.

Sem contar que é muito mais barato para os bancos e financeiras ter correspondentes em diferentes lugares em vez de instalar várias agências ou caixas eletrônicos. Com custos baixos, as empresas credoras também conseguem oferecer condições de pagamento melhores. Então, no caso de empréstimos e financiamentos, você encara juros bem menores que a média, e prazos mais longos.

Por outro lado, é importante ressaltar o que essas empresas NÃO podem fazer, segundo a lei. Estão proibidas de:

  • Cobrar pagamento adiantado.
  • Impor tarifas sobre o serviço de intermediação prestado
  • Liberar empréstimo sem ter parceria com um banco.

 

5 dicas para evitar golpes

Agora que você já sabe o que essas companhias não podem fazer, saiba como se livrar de fraudes e garantir uma experiência segura. Portanto, desconfie se a instituição se diz correspondente, mas não tem ligação com organizações bancárias. E nunca deposite antecipadamente as parcelas ou tarifas pelo serviço.

1.Consulte o CNPJ e a Razão Social da empresa no Banco Central

Para saber se a empresa realmente existe entre no site da Receita Federal para saber se é verdadeiro

2.Verifique o certificado de segurança do site

Antes de navegar no site, você deve verificar se tem o certificado de segurança. Fica do lado esquerdo do campo da URL, onde está escrito “seguro”. Observe, ainda, o rodapé da página inicial, onde deve haver um selo SSL, um padrão global em tecnologia de segurança.

3. Veja a reputação da empresa na internet

Entre em sites como Reclame Aqui, procure pelo nome da empresa e confira as avaliações dos consumidores. Não deixe de pesquisar nas redes sociais. Assim, além de perceber a credibilidade, também é possível verificar outras opiniões. É importante, ainda, ver como é apontada pela mídia e se já foi mencionada em reportagens ou anúncios da TV.

4. Não pague parcelas adiantadas ou taxa de avalista

Saiba que nenhuma empresa pode cobrar quaisquer taxas para liberar o crédito (taxa de avalista). Assim como não pode exigir pagamento adiantado. Se isso ocorrer, desconfie.

5. Avalie o contrato com cuidado

Quando o empréstimo estiver em fase de fechamento, leia o contrato com atenção. Se possível, avalie o documento junto de um profissional da área.

Inclusive, é importante destacar que quando as instituições contam com bancos parceiros para emissão de crédito, o contrato pode vir com nome de outras empresas diferentes de onde você fechou negócio. Se tiver qualquer dúvida quanto a isso, contate a empresa antes de assinar o documento.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de

O que é análise de crédito e qual a finalidade

Empréstimos e Financiamentos

O que é análise de crédito e qual a finalidade

A análise de crédito está mais presente no seu cotidiano do que imagina. Em qualquer operação financeira você passa por isso. “Como exemplos, podemos ...

13 sinais de que está na hora de fazer empréstimo

Empréstimos e Financiamentos

13 sinais de que está na hora de fazer empréstimo

Precisa de dinheiro, mas não sabe se deve fazer um empréstimo? Leia este texto e veja em quais situações é válido recorrer a este recurso.

Como fazer empréstimo: passo a passo para escolher e contratar

Empréstimos e Financiamentos

Como fazer empréstimo: passo a passo para escolher e contratar

Depois de pesquisar bastante e encontrar a linha de crédito mais adequada, muitas pessoas não sabem como fazer empréstimo. É importante conhecer o pro ...

Entendendo os sistemas de amortização de empréstimos

Empréstimos e Financiamentos

Entendendo os sistemas de amortização de empréstimos

Se você já escolheu o empréstimo, antes de assinar o contrato é preciso decidir o sistema de amortização que será usado caso deseje antecipar as parce ...

Procura uma solução para reformar ou construir a casa dos sonhos?

O Creditas Reforma é uma solução para financiar todos os custos da sua reforma ou construção, desde o projeto arquitetônico, material de construção, até o móvel planejado e os detalhes da decoração.

Mais vistos