Cooperativa de crédito: conheça vantagens e riscos

Publicado em Atualizado em: 05/09/2018
cooperativa de crédito

Geralmente, quando as pessoas pensam em empréstimo, lembram logo do banco ou de financeiras. Se esse é o seu caso, é importante saber que o mercado se modernizou e outras instituições ganham espaço nesse ramo. A cooperativa de crédito é um tipo de organização que vem melhorando os serviços financeiros no Brasil, ao lado das fintechs.

“Cooperativas de crédito que antes atendiam pequenos fazendeiros e áreas rurais estão crescendo em um ritmo maior que os bancos tradicionais”, afirma o site americano Moody´s Investors Service. Um estudo recente feito pela corporação mostra que, no Brasil, essas instituições têm se destacado devido aos juros baixos e por atuar quase exclusivamente no campo.

Desenvolvido na Europa no século XIX, esse modelo de negócio promove o desenvolvimento regional e gera renda a partir do próprio interesse da comunidade.

O que é uma cooperativa de crédito?

Também chamada de cooperativa financeira, essa é uma associação de pessoas que prestam serviços financeiros apenas para os próprios membros. Estes são usuários e donos ao mesmo tempo. Então, não funciona como uma empresa convencional.

Essa organização tem natureza jurídica própria. Cada um dos membros tem uma cota de participação no capital da cooperativa, sendo responsável também por sua gestão. A estrutura é bem democrática; todos podem votar e escolher os dirigentes.

O objetivo final não é lucrar, o foco maior é o lado social. O “lucro”, chamado de sobras, é dividido entre todos os cooperados proporcionalmente à participação deles na empresa. Qualquer tipo de resultado positivo anual está isento de tributos. Da mesma forma, em caso de prejuízo, funciona da mesma forma: os associados ficam sujeitos à distribuição dessas perdas.

Basicamente, em uma cooperativa  você encontra os mesmos serviços que em qualquer instituição financeira. Pode solicitar cartão de crédito, ter conta-corrente, empréstimos, financiamentos e aplicações.  

Confira exemplos de cooperativas:

Tipos de cooperativas existentes

Hoje em dia, é possível encontrar cooperativas de crédito que atendem diferentes públicos. Então, a escolha vai depender do ramo de negócios do associado.

Cooperativa de micro e pequenos empresários e microempreendedores

Se você é comerciante, industrial ou prestador de serviços pode se atrelar à essa cooperativa. Mas, a de livre admissão também atende bem esse público.

Cooperativa Central de Crédito

Essa cooperativa está alinhada com as de crédito de livre admissão de associados e com as de dono de pequenos empresários. Essas duas também podem se associar à Confederação de Crédito, mas é opcional.

Cooperativas de crédito rural

Essas organizações atendem especificamente ruralistas, extrativistas e colônias de pescadores que precisem de acesso ao crédito agroindustrial.

Como ser associado?

O primeiro passo para fazer parte de uma cooperativa de crédito é enviar uma proposta de associação. Em seguida, a instituição solicitará alguns papéis, como:

  • uma ficha proposta assinada
  • documentos de identificação e residência

Se você for aprovado pelo Conselho de Administração, deverá contribuir com capital e subscrever cotas. Ao longo do tempo, é possível aumentar o valor dos aportes e caso se demita da cooperativa, terá a quantia de volta.

Vantagens

Esse modelo de negócio foi pensado com base em vários diferenciais. Dentre eles está:

Taxas baixas – esse é um dos pontos fortes da cooperativa de crédito. Diferente de bancos e outras instituições tradicionais, essa organização oferece condições de pagamento bem diferenciadas.

Atendimento automatizado e personalizado o associado tem um atendimento diferenciado, até pelo fato de ser um dos donos do negócio. Além disso, você pode realizar boa parte do processo de contratação de crédito pela internet. Não precisa se deslocar.

Desenvolvimento regional – geralmente, as cooperativas ficam não só nos grandes centros, mas também em regiões afastadas. Por isso, são responsáveis pelo desenvolvimento de muitas áreas afastadas no Brasil. Por causa disso, cidades e comunidades que não teriam acesso a serviços financeiros básicos, passam a ter.

Outras opções vantajosas

Para conseguir crédito, você também pode recorrer a outras instituições. Principalmente se não quiser se tornar um associado e ter certas responsabilidades dentro do negócio.

Bancos e financeiras são tradicionalmente conhecidos por dominarem boa parte das transações do país. Mas, assim como a cooperativa, as fintechs têm crescido em um ritmo acelerado. E essas empresas são as que mais andam próximas dos objetivos da cooperativa.

Também dão acesso a taxas diferenciadas e se destacam especialmente pelos prazos extensos. Sem contar o fato de concederem montantes maiores que a média do mercado.

A Creditas é um exemplo de fintech com condições de pagamento bem atrativas. É pioneira em empréstimo com garantia.

Nessa modalidade, para conseguir os juros reduzidos e prazos longos, a empresa precisa estar segura de que você quitará em dia. Por isso, exige uma garantia real de pagamento, como uma casa ou carro.

Basicamente, você atrela o bem à empresa credora por meio de um contrato, mas pode usá-lo normalmente. Esse procedimento é chamado de alienação fiduciária.

Na Creditas, é possível fazer um empréstimo com garantia de veículo e receber até 90% do valor total do bem. O prazo máximo pode chegar a 48 meses, com uma taxa mínima de 1,79% ao mês. No caso do imóvel você pode ter acesso a no máximo 60% de quanto vale o bem e quitar em até 180 meses. A taxa de juros mensal é a partir de 1,15% ao mês.

Ainda tem dúvidas sobre cooperativa de crédito? Não deixe de escrever nos comentários abaixo!

 

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Nicole Vasselai

1 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de
Empréstimo com garantia: conheça 5 modalidades e entenda como funcionam

Crédito e empréstimo

Empréstimo com garantia: conheça 5 modalidades e entenda como funcionam

Para conseguir crédito mais barato e melhores prazos de pagamento, consumidor diversos bens. Conheça as opções

“Garantia no empréstimo reduz a taxa de juros”, diz especialista

Crédito e empréstimo

“Garantia no empréstimo reduz a taxa de juros”, diz especialista

Última entrevista do especial sobre crédito mostra como o uso de garantias na hora de tomar o empréstimo ajuda a tornar a opção mais saudável

Empréstimo consignado: crédito saudável, mas exige planejamento

Crédito e empréstimo

Empréstimo consignado: crédito saudável, mas exige planejamento

Modalidade está em crescimento no país e é usada para o pagamento de dívidas com juros mais altos. Veja 3ª entrevista do especial sobre Crédito

Usar cheque especial como parte do orçamento é armadilha para finanças

Cheque Especial

Usar cheque especial como parte do orçamento é armadilha para finanças

Perigosa, essa é a modalidade com a maior taxa de juros do mercado para pessoas físicas. Veja a segunda entrevista da série sobre Crédito

Veja mais
Navegue por temas