Confira o passo a passo para controlar contas a pagar e receber

Ter uma empresa inclui cumprir com obrigações financeiras, como contas a pagar. Para ter sucesso e ter um fluxo de caixa equilibrado, é preciso controlar de perto os gastos e recebimentos. Saiba como gerenciar o capital, se livrar da inadimplência e expandir o seu negócio.

Toda empresa tem uma série de obrigações financeiras para cumprir. Isso inclui contas a pagar, como impostos, salários e fornecedores de matéria-prima, por exemplo. Embora muitos negócios tenham dinheiro para quitar esses valores, a falta de organização e planejamento impede o crescimento.

Para ter sucesso e aumentar os ganhos, é preciso estar com as contas em dia. Também é fundamental usar de maneira equilibrada o capital que entra. Por isso, o artigo abaixo pretende dar dicas de como controlar os gastos e recebimentos, além de apresentar alternativas para ter mais capital.

Dicas para controlar as contas a pagar e receber

Primeiramente, é preciso conhecer todos os pagamentos a serem quitados nos próximos dias e os recebimentos na sua conta. Saiba também para quem você está devendo, qual o valor e o prazo de vencimento. E o mais importante: esteja ciente do valor total da receita do negócio; evite ao máximo desembolsar além do permitido.

Dessa maneira você passa a ter prioridades para lidar com os gastos e mantém um fluxo de caixa equilibrado. Além disso, é uma forma de usar adequadamente o dinheiro disponível, sem custos ou dívidas desnecessários. Ainda evita perder prazos e se previne em caso de uma futura falta de capital. Quanto mais cedo esse controle for feito, menor a chance de acumular um débito imensurável.

O ideal é fazer isso logo quando a empresa está começando e manter o hábito mensalmente. Ao pagar em dia, você evita mais juros e multas. Por mais desafiador que pareça, todo negócio tem custos fixos e, por isso, fica mais fácil se organizar.

Mas se ainda assim for difícil, algumas ferramentas podem te ajudar no controle financeiro. O Conta Azul, por exemplo, oferece um sistema de gestão que auxilia na organização do estoque, das cobranças e da contabilidade do seu negócio. O site ainda oferece três dias grátis para você testar o serviço.

Como se planejar 

Procure estabelecer datas específicas para as contas a pagar. Escolha um dia do mês ou dia útil, se possível, para compromissos fixos. Isso reduz a inadimplência e garante que não haja esquecimento ou atraso. Tenha sempre uma quantia destinada para cada pagamento e evite usá-la para os demais.

O ideal é receber do cliente sempre na mesma data também. E lembre-se: o período entre desembolsar para o fornecedor e a entrada do dinheiro na conta não pode ser muito longo. Então, considere acertar as contas em um dia próximo do combinado com seu cliente. O planejamento deve ser baseado nisso. Assim, a empresa não fica sem dinheiro no caso de vendas a prazo, por exemplo, ou inadimplência do consumidor.

É importante fazer uma previsão de pagamento das vendas já realizadas e dos investimentos e custos mensais. Não esqueça de adicionar os gastos que surgem ao longo do tempo, mesmo os sazonais.

Como montar uma planilha

Para dividir melhor essas informações e ter um registro escrito, uma planilha pode ser útil. Ela pode separar valores a receber e a pagar, fornecedores, clientes e datas. Estas são referentes à previsão do pagamento ou recebimento; em caso de já quitado, indica o dia em que o dinheiro entrou ou saiu da conta.  

 

O que fazer em caso de contas atrasadas

Se a empresa está inadimplente, pode ser vantajoso pagar à vista, se a instituição oferecer um desconto da dívida. Por outro lado também é interessante quitar as parcelas que conseguir para pagar menos juros e multas.

Você pode, ainda, refinanciar o débito e tentar encontrar condições de pagamento melhores em outra instituição. Dessa forma é possível concentrar todos os valores em um só e quitar tudo de uma vez. Procure sempre as menores taxas do mercado e prazos adequados ao seu planejamento.

VEJA COMO QUITAR DÍVIDAS

 

Empréstimos para pagar contas

A empresa tem planejamento financeiro, sabe quanto deve desembolsar e receber, mas continua sem dinheiro? Existem linhas de crédito para conseguir capital e resolver as contas a pagar.

O empréstimo para empresas, por exemplo, oferece inúmeros produtos para Pessoa Jurídica. É possível solicitar desde crédito para capital de giro, financiamento até cartão de crédito e cheque especial.

No entanto, é um processo bastante burocrático. A análise de crédito é muito criteriosa e a finalidade do empréstimo deve ser identificada para o credor. O projeto precisa ser financeiramente viável, o que é comprovado com a apresentação de um plano de negócio.

O empréstimo com garantia também pode ser uma boa escolha porque tem juros muito baixos e boas condições de pagamento. Para solicitar basta ter um carro ou imóvel quitado.

As fintechs liberam o crédito de maneira flexível, já que o processo é online e reduz a burocracia. É indicado para conseguir capital de giro, equilibrar o fluxo de caixa e até abrir uma empresa.

Na Creditas, por exemplo, a taxa mínima ao mês é de 1,15%. Além disso, é possível conseguir até 60% do valor do imóvel e 90% do veículo. Ou seja, o valor solicitado pode ser bem alto.

SIMULE UM EMPRÉSTIMO NA CREDITAS

Confira o passo a passo para controlar contas a pagar e receber
Gostou deste conteúdo?

Relacionados

Conheça os serviços do Santander Empresarial No momento de abrir um negócio, muitos empresários querem comprar equipamentos, equilibrar as contas ou até reformar o espaço. Para quem precisa de di...
Guia completo sobre Empréstimos para Empresas Nem todo empresário tem dinheiro para reformar, expandir ou pagar tributos e salários do negócio. Se esse é o seu caso, o empréstimo para empresa é um...
Entenda o que é Capital de Giro, sua importância e... Toda empresa deve ter uma quantia de dinheiro reservada para sua manutenção, chamada Capital de Giro. Seja para pagar contas, inovar o maquinário ou s...
Sua empresa precisa antecipar recebíveis? Conheça ... Para ter um negócio de sucesso é preciso estar com as contas equilibradas e ter uma reserva de capital. Porém, se uma empresa não tem recursos finance...

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *