Consulta IPVA: como e por quê fazer

Publicado em Atualizado em: 12/04/2019
consulta IPVA

Se você tem carro próprio deve saber que todo ano precisa pagar o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Metade do valor vai para o município onde o veículo foi emplacado e a outra parte para os cofres públicos do estado para ser investido em saúde e educação. Mas, nem sempre o contribuinte sabe onde realizar a consulta IPVA para poder pagar.

Hoje em dia você pode acessar o valor, pagar e verificar outros débitos do veículo pela internet. É muito simples fazer isso e não necessariamente você precisa esperar chegar a carta do governo com a cobrança. Até porque, ao quitar com antecedência é possível conseguir um desconto.

Receba nossos conteúdos exclusivos

Por quê consultar o IPVA?

Afinal, se ficar inadimplente no IPVA, você pode até entrar na dívida ativa do governo. Esse é um tipo de cadastro que reúne todas as informações das pessoas com algum tipo de dívida em esfera municipal, estadual e federal. Em caso de atraso, além de pagar o valor inicial do imposto, você encara juros e multas.

Isso pode gerar uma série de restrições na hora de pegar empréstimo ou fazer um parcelamento de uma conta, por exemplo. O débito também poderá dificultar a venda do carro, pois é raro encontrar quem aceite assumir as dívidas do veículo. Por isso, é recomendado que você esteja sempre atento às cobranças e evite passar do prazo.  

Sem contar que, ao fazer consulta IPVA você tem acesso às últimas multas de trânsito. E como está a situação do seu automóvel com relação a outros compromissos, como licenciamento.

Pode, ainda, ser encaminhado para a lista de maus pagadores dos órgãos de proteção ao crédito, como Serasa, SPC ou SCPC. Isso gera restrição na hora de conseguir empréstimos.

No caso do estado de São Paulo, especificamente, é ainda mais importante verificar o IPVA pela internet. Isso porque, a partir do início de 2018, a cobrança não chega mais na sua casa pelo correio, para eliminar o risco de extravio das correspondências e reduzir os gastos com papéis.

Como realizar consulta IPVA

Para facilitar sua vida, disponibilizamos os links direcionando para o site do Detran ou da Secretaria da Fazenda de cada estado para fazer a consulta IPVA:

NordesteNorteCentro-OesteSudesteSul
Alagoas AcreDistrito FederalEspírito SantoParaná
BahiaAmapáGoiásMinas GeraisRio de Grande do Sul
CearáAmazonasMato GrossoRio de JaneiroSanta Catarina
MaranhãoParáMato Grosso do SulSão Paulo
ParaíbaRondônia
PernambucoRoraima
PiauíTocantins
Rio Grande do Norte
Sergipe

Nos sites acima você se informa de quanto precisa pagar e, em caso de parcelamento, verificar as parcelas restantes. Isso garante também que não esqueça de nenhum débito – e se isso acontecer é possível quitar, mesmo com as consequências do atraso.

Como pagar

Você pode verificar o valor do imposto e o prazo de pagamento de maneiras diferentes:

  • entrar no site da Secretaria da Fazenda do seu estado e inserir a placa do veículo, número do Renavam (presente no documento), o documento do carro em si ou chassi. Isso varia de um estado para outro.

Veja onde o Renavam pode ser encontrado no documento:

Onde fica o Renavam no documento

  • também pode fazer isso no Detran
  • checar no banco onde você tem conta (pela internet, nos terminais de autoatendimento ou diretamente nas agências). Inclusive, pode realizar o pagamento.

Existem datas limites diferentes de acordo com o número final de cada placa. Os municípios costumam oferecer desconto para quem paga o valor integral e com antecedência. Como acontece, por exemplo, em São Paulo.

Mas, se você não conseguir quitar tudo de uma só vez, pode optar pelos Programas de Parcelamento do governo.

Também é muito importante manter o licenciamento em dia. Basicamente isso valida seu documento e que seu carro está dentro das normas para transitar. Até porque, se você quiser vender ou alienar o veículo, precisa manter os papéis atualizados.

Tags:
SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

1 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Teste 2 disse: às 16:55

    Teste 2 Teste 2 Teste 2 Teste 2 Teste 2 Teste 2 Teste 2 Teste 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de
Nos últimos dois anos, tarifas bancárias sobem o dobro da inflação

Finanças

Nos últimos dois anos, tarifas bancárias sobem o dobro da inflação

Reajuste médio praticado pelos 5 maiores bancos do país foi de 14%. Conheça os serviços gratuitos aos quais o consumidor tem direito

Inadimplência e nome sujo podem atrapalhar recolocação profissional?

Finanças

Inadimplência e nome sujo podem atrapalhar recolocação profissional?

Empresas usam a inadimplência como motivo para rejeitar candidatos, mas a prática, na maioria dos casos, não é permitida

O que a Turma da Mônica pode ensinar sobre educação financeira?

Finanças

O que a Turma da Mônica pode ensinar sobre educação financeira?

Em cartaz no cinema, personagens do Mauricio de Souza vão muito além do entretenimento. Relembre momentos em que eles ensinaram jovens e famílias

Saiba como tirar o planejamento financeiro do papel

Finanças

Saiba como tirar o planejamento financeiro do papel

Em entrevista para o IGTV, Otávio Machado, da Creditas, dá dicas de como organizar o orçamento e não se enrolar com as contas diárias

Veja mais
Navegue por temas