Como abrir uma franquia: passo a passo

Para abrir um novo negócio, não basta apenas ter uma veia empreendedora, é necessário muito esforço e trabalho. As franquias vêm crescendo nos gosto do empresariado brasileiro e possuem taxa de sobrevivência muito maior do que empresas regulares. Confira nesse texto o passo a passo sobre como abrir uma franquia.

É bastante comum vermos por aí pessoas sonhando em serem donas do próprio negócio. Uma franquia pode ser uma boa opção para começar já que a parte criativa do business está pronta. O produto já está criado e não é preciso investir em marca. A grande dificuldade é saber os pormenores de como abrir uma franquia.

Existem diversos segmentos e preços que podem atiçar a veia empreendedora do brasileiro. No entanto, mesmo que a taxa de sobrevivência de franquias seja muito maior do que a de outras empresas, não significa que a abertura de uma nova unidade seja fácil.

Outra coisa que não é levada em conta é a concorrência. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising, o Sudeste concentra 57% das franquias brasileiras. A região também tem a maioria das franquias em absolutamente todos os setores de mercado.

Mas a categoria possui boas perspectivas. No 2º trimestre de 2017, o setor aumentou o faturamento em 6,8% em relação ao mesmo período de 2016. E o crescimento do 1º trimestre já havia sido de 8% em relação ao ano anterior.

Todos os setores aumentaram seu faturamento e apenas os setores “Casa e construção”, “Limpeza e Conservação” e “Saúde, Beleza e Bem Estar” sofreram queda nas unidades. Por fim, no primeiro semestre de 2017, o setor possui 1,2 milhão de empregos diretos.

 

Passo a Passo: Como abrir uma franquia

Antes de entrar nos passos mais práticos, é preciso avaliar qual a real necessidade e interesse em abrir um negócio. Muitas pessoas pensam nas franquias como uma forma de ganhar dinheiro rápido, geralmente quando perdem o emprego e estão buscando soluções.

Saber como abrir uma franquia não basta, é necessário muito empenho e trabalho duro para manter o estabelecimento de pé. Não adianta você pensar que vai investir um dinheiro e colocar alguém tocando o seu negócio, porque dificilmente dará certo. É de extrema importância a presença no local para monitorar de perto tudo que está sendo feito, além de colocar a mão na massa.

 

Escolher o segmento

A primeira coisa para optar, deve ser o segmento do setor que você deseja empreender. Quais são as suas afinidades? Se é um excelente chef de cozinha no fim de semana com os amigos, talvez o setor alimentício possa ser uma boa. Se ama carros e sabe até como funciona um sistema de ignição, considere o setor automotivo.

Ter afinidade com a área que deseja empreender é algo a ser considerado se o sucesso é uma meta. Não pense em abrir algo apenas porque pode render mais a curto prazo. Trabalhar com algo que não te deixe feliz, pode contribuir para o insucesso do seu negócio.

CUIDADO! É perigoso entrar na onda de uma franquia que está na moda, pois as chances dessa moda ser passageira são grandes. Pesquise bastante e tente se envolver com instituições mais consolidadas. Se você deseja começar com algo menor, entenda o plano de negócio da empresa e veja se será sustentável a médio e longo prazo.

 

Escolha a franquia

Após escolher o segmento, é necessário ponderar a capacidade de investimento. No site Portal do Franchising, é possível achar franquias pequenas para investir até R$ 25 mil, intermediárias, de R$ 25 mil a R$ 750 mil e opções grandes acima de R$ 750 mil.

Avalie tendências. Saiba o que está surgindo e terá retorno. Tenha cuidado com as modas sazonais. Abrir uma sorveteria no calor, por exemplo, pode iludir o fluxo de retorno quando ela diminuir as vendas nos períodos de frio.

 

Contato inicial

Ao escolher qual é a franquia desejada, será preciso fazer um cadastro na página da empresa para começar o processo. O franqueador entrará em contato para saber quais são suas reais intenções e, é claro, para tentar vender o produto.

Caso haja interesse, participe de palestras, visite outras unidades, analise os balanços financeiros. Pesquise o histórico da franquia, converse com outros franqueados, entenda as dificuldades e entenda como abrir uma franquia e ter sucesso. Aproveite esse networking para tirar dúvidas sobre o novo negócio.

E leia o contrato minuciosamente. Fique a par de todas as cláusulas solicitadas e oferecidas pela empresa, se preciso, com a ajuda de um advogado. Lembrando que o franqueador faz uma pré-avaliação do candidato, para saber se é qualificado a assumir uma unidade da franquia.

 

Plano de negócio

Você já se interessou por uma empresa, já percebeu que cabe no seu orçamento inicial e sabe como abrir uma franquia. Mas antes de fechar o contrato, é necessário fazer o planejamento financeiro. Coloque tudo na ponta do lápis. Além do investimento inicial, quantos serão os gastos fixos mensais? Em quanto tempo você estima que consiga o retorno do capital investido inicialmente?

Você pode procurar a ajuda do Sebrae que auxilia microempreendedores e pequenos empresários no começo dos negócios. Entenda melhor esse processo, se a franquia caberá nas finanças. Tem muito conteúdo na internet específico sobre plano de negócios e investimentos iniciais.

Considere também fazer um curso na área de gestão. Muitas franquias oferecem cursos aos franqueados e pode ser uma excelente forma de se aprimorar e especializar.

 

Levantando recursos

Com o plano de negócios em mãos, será possível mensurar exatamente o tamanho do capital necessário para abrir a empresa. Nessa conta entram itens como o pagamento de royalties pelo uso da marca, documentação, locação de espaço. Além da parte operacional, com compra de matéria-prima, contratação de funcionários, resultando na margem de lucro.

Caso não tenha todo o dinheiro em mãos, o que é uma possibilidade bastante comum, avalie um empréstimo ou financiamento. Pode ser uma boa opção se a parcela couber nas contas da empresa. Busque um empréstimo com juros baixos, para não se frustrar e canibalizar o lucro da sua empresa com as prestações da sua dívida.

>> LEIA MAIS: Como conseguir dinheiro para abrir um negócio

 

Registro e documentação

Começar um negócio no Brasil é algo bastante burocrático. Segundo a Prefeitura de São Paulo, abrir uma empresa na cidade levava mais de 100 dias em média. A administração municipal lançou o programa Empreenda Fácil. Em parceria com os governos estadual e federal, pretende reduzir o tempo do processo de abertura para uma semana.

Para que essa rapidez exista, o interessado deve ter todos os documentos necessários em mãos. O Sebrae também ensina o passo a passo para o registro da sua empresa.

 

Escolha do ponto e locação do imóvel

Este item é de extrema importância para o sucesso da sua franquia. Entenda o seu público, faça pesquisas demográficas da região e descubra o comportamento de consumo da população do local. Antes de se instalar, saiba se faz sentido você estar onde pretende.

Isso vai variar de caso para caso, dependendo do setor de negócios, tamanho da franquia e, principalmente, o público-alvo. Entenda se precisa estar perto da concorrência. Se estiverem consolidados, pode ser um mau negócio. Mas procure saber se eles estão estabelecidos e se oferecem um bom serviço, pois em caso contrário, você poderá suprir essa carência.

Descubra como o seu público se locomove e saiba se o lugar é de fácil acesso. Além disso, tenha preocupação com a acessibilidade para pessoas com locomoção reduzida. E não esqueça de estar em um lugar visível, sendo capaz de atrair pessoas que passam pelo seu estabelecimento.

 

Iniciando as atividades

Agora já passou a parte mais difícil e é só comemorar, certo? Errado. Nesse momento que começa o trabalho duro, acompanhar de perto o desenvolvimento é complicado. Mas pode comemorar também. Faça uma festa para a inauguração do seu estabelecimento. Ofereça promoções no dia de abertura e já comece a conquistar os futuros clientes fiéis.

E nunca pare de estudar. O franqueado deve sempre se reciclar e dominar o desenvolvimento do mercado de atuação. A não ser que você queira contar apenas com a sorte, a melhor maneira de atingir as metas estipuladas é se especializando.

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *