Entenda como funciona o cheque especial

O cheque especial cobra altos juros, mas alguns bancos isentam o pagamento desde que o valor seja reposto em até 10 dias. Cuidado para não confundir cheque especial com saldo em conta.

Muitas pessoas confundem com o saldo bancário, outras acham que é uma bonificação oferecida pelo banco. O cheque especial, na verdade, é uma espécie de linha de crédito disponibilizada pela instituição financeira. O banco coloca um limite na sua conta corrente que é consumido quando o saldo fica negativo.

Mas como essa modalidade é apresentada de uma forma muito confusa aos clientes, faz com que cerca de 1 milhão de famílias brasileiras ficem endividadas. Outro fator que contribui para esse índice são os juros de mais de 300% ao ano. Para efeito de comparação, o empréstimo com garantia de veículo apresenta juros médios de 26% ao ano, ou seja, 12 vezes menor do que o cheque especial.

Por se tratar de uma modalidade de fácil acesso, afinal, quase todas as contas possuem o limite extra, os clientes acabam se complicando. Isso acontece pois é muito comum confundir o cheque especial com o saldo real em conta. Além disso, muitos não sabem como o cheque especial funciona, já que esse limite aparece automaticamente na conta corrente. Para contribuir, os bancos também não deixam claras as formas de pagamento e as taxas de juros da modalidade.

 

O que é cheque especial e como pagar

O cheque especial é um limite pré aprovado que o banco libera a partir da abertura da conta. No entanto, é feito mesmo sem a solicitação do cliente, sendo necessário contatar o atendimento para cancelar ou fazer alterações. Esse saldo extra é consumido automaticamente quando o cliente faz algum pagamento ou saque e não possui dinheiro na conta.

Alguns bancos dão nomes diferentes para a mesma modalidade. Por exemplo, no Itaú é o LIS e na Caixa é o Cheque Azul. Porém, na essência, seguem todos a mesma linha com algumas diferenças nas condições. Dependendo do histórico e relacionamento do cliente, é possível conseguir até 10 dias para utilizar o cheque especial sem pagar juros, por exemplo.

 

Juros do cheque especial: porque são tão altos

Como o cheque especial é liberado na conta corrente sem a necessidade da aprovação do cliente, o banco não possui nenhuma garantia de que terá o valor ressarcido. Diferentemente de um empréstimo, no qual a pessoa tem consciência de pedir o valor emprestado, nessa modalidade o dinheiro é simplesmente gasto.

Como o cliente entra automaticamente no cheque especial, a instituição financeira não tem qualquer garantia de quando poderá receber. Dessa forma, o risco de inadimplência é muito alto e, para compensar, as taxas de juros também são bastante elevadas.

No gráfico abaixo, as principais modalidades de crédito são comparadas relacionando os índices de inadimplência aos juros. Desse modo, é possível entender o porquê do cheque especial possui taxas tão altas.

 

Quando usar o cheque especial

O melhor cenário é que nunca seja necessário recorrer a essa modalidade. De maneira semelhante ao rotativo do cartão de crédito, o ideal é que tenha sempre saldo na conta corrente e pague as faturas em dia.

Entretanto, é claro que imprevistos acontecem. Nesses casos, o recomendável é que só se use o cheque especial caso haja a certeza de que será possível pagar até o dia do vencimento. Se possuir a facilidade dos 10 dias a mais para quitar, aproveite o pagamento do salário para cobrir a despesa.

Mas se estiver passando por dificuldades financeiras e souber que não será possível honrar o pagamento, pense bem ao utilizar. Antes de partir para uma solução emergencial como essa, avalie outras de empréstimos, especialmente as que contam com juros mais baixos. Além do mais, faça um planejamento financeiro para cortar gastos e otimizar os seus rendimentos.

 

Como quitar uma dívida do cheque especial

Para quitar a dívida do cheque especial, basta depositar na conta corrente o valor referente à despesa e cobrir o saldo devedor. Assim como é fácil de utilizar, também é simples de pagar. Mas se alguém está utilizando essa linha provavelmente teve alguma dificuldade com as finanças.

Como os juros são muitos altos, essa dívida pode se transformar em uma bola de neve e fugir do controle. Se for necessário, procure um empréstimo com juros menores. Lembre-se que pode até ser em outra instituição financeira, nesse caso, deve-se recorrer à portabilidade de crédito e transferir a dívida para outra empresa.

Uma vantagem de pegar um empréstimo é que, no cheque especial, após o vencimento, a dívida será cobrada integralmente. Outras modalidades de crédito permitem parcelar o saldo devedor.

Dois exemplos interessantes são o empréstimo com garantia de imóvel e empréstimo com garantia de veículo. Com taxas médias de 1,26% e 2,6%, respectivamente, são opções muitos mais vantajosas do que o cheque especial.

Faça o planejamento financeiro e entenda qual é a melhor opção para comprometer a renda e quitar as dívidas. Entenda onde é possível cortar e qual a melhor linha de crédito para utilizar. Vale ressaltar que o valor máximo da parcela de um empréstimo não pode ultrapassar 30% da renda mensal.

Por fim, cancele de uma vez o cheque especial. Ao tomar essa atitude não será mais possível cair nessa armadilha outra vez. Logo após negociar e quitar o saldo devedor junto ao banco, é possível solicitar o cancelamento do produto pelos canais de atendimento.

APRENDA A QUITAR DÍVIDAS E SAIR DA INADIMPLÊNCIA

Relacionados

Saiba como funciona o empréstimo consignado Caixa A Caixa Econômica Federal é um dos maiores bancos do país. Conhecida por excelentes taxas de juros, fruto de subsídios do governo, a instituição ofere...
Todas as razões para dizer sim ao empréstimo para ... Fazer uma festa de casamento ainda é o grande sonho de muitos casais, mas muitos adiam o grande dia por questões financeiras. O que fazer quando sobra...
Compare as melhores opções de emprestimo para assa... Pessoas com salário fixo têm acesso a boas linhas de crédito porque conseguem comprovar a renda com facilidade. Isso significa oportunidade de crédito...
Empréstimo com restrição no CPF Consiga dinheiro mesmo estando com o nome sujo. Saiba como funciona o empréstimo para negativados e como solicitar o seu As linhas de empréstimo co...

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *