Revista Creditas - Conteúdo e Informação sobre Finanças

O que é análise de crédito e qual a finalidade

Análise de crédito

A análise de crédito está mais presente no seu cotidiano do que imagina. Em qualquer operação financeira você passa por isso.

“Como exemplos, podemos listar: empréstimos e financiamentos; abertura de conta corrente em um banco e concessão de talão de cheque; compra a prazo no comércio; investimento de pessoas e empresas em títulos de renda fixa.” , explica José Carlos de Souza Santos, professor e pesquisador da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

O objetivo das instituições é estudar o seu perfil e identificar se tem condições financeiras de honrar a dívida. A partir de informações básicas e das sua finanças, a empresa estabelece o valor do empréstimo, o prazo de pagamento e a taxa de juros.

Em resumo, é identificada sua capacidade financeira de amortizar o débito e se a empresa consegue oferecer a quantia solicitada. Geralmente, há um valor mínimo e máximo para pedir empréstimo e isso varia com o porte da instituição.

Para quê serve?

Além de definir as condições de pagamento, uma das finalidades da análise de crédito é garantir que a empresa não tome calote na operação. Isso porque, dependendo da sua renda e do seu comportamento com o dinheiro, os componentes do empréstimo mudam: o valor principal, a taxa de juros e o prazo de pagamento.

Além disso, é uma forma de evitar o acúmulo de um débito que você não pode pagar. Afinal, o objetivo é conceder crédito saudável, que deixe sua conta no azul e realize sonhos. A empresa prefere não arriscar se perceber que o total pedido não se adequa ao seu orçamento e será difícil quitar no prazo.

“A situação típica é a de um banco que faz um empréstimo para um cliente. Ao avaliar o crédito, o banco está analisando se, de fato, esse cliente apresenta uma boa chance de cumprir com sua promessa de pagamento futuro”, complementa José Carlos.

Como é feita a análise de crédito?

Hoje em dia, essa análise de dados é feita pela internet, por meio de banco de dados. Tudo é realizado em tempo real e de forma muito mais completa. Afinal, fica tudo registrado no computador e a equipe responsável por isso deixou de ser isolada nas instituições, para se tornar parte fundamental das empresas.

O procedimento é dividido em algumas etapas; em cada uma são definidos alguns critérios. É importante destacar que nem todas as instituições seguem a ordem abaixo, isso pode variar de uma para outra.

Avaliação de dados básicos e condições financeiras: aqui é analisado informações básicas e perfil financeiro, como CPF, nível de escolaridade, idade, estado civil, profissão e renda. Além disso, é possível obter dados sobre seus hábitos de consumo.

Análise patrimonial: no caso de empréstimo com garantia, em que você assegura o pagamento com um bem para conseguir menores taxas, é realizada a avaliação do patrimônio. Por exemplo, o ano de fabricação é relevante para empréstimo com garantia de veículo. No caso de uma casa, a localização e a documentação do imóvel são relevantes, além de outros fatores, claro.

Histórico: é verificado seu relacionamento com o mercado de crédito e se já contraiu outros débitos anteriormente. Assim, como é avaliado seu comportamento com relação ao pagamento dessas dívidas.

Valor e objetivo do empréstimo: antes de conceder o crédito, a instituição avalia quanto você consegue quitar sem afogar o orçamento, bem como verifica se o seu perfil financeiro é compatível com o esperado.

A partir do risco de inadimplência, bem como de outros fatores, também é definida a taxa de juros e o prazo de pagamento. Isso quer dizer que quanto melhor sua situação financeira e menos dívidas tiver, pode conseguir condições mais vantajosas.

Embora o empréstimo se enquadre no crédito livre, usado para qualquer finalidade, a chance de aprovação pode ser maior se você justificar o pedido à instituição. Muitas vezes, a empresa entende a necessidade do dinheiro e, assim, fica mais fácil consegui-lo.

Como saber meu perfil de crédito?

Hoje em dia, você consegue consultar sua situação com o governo e com empresas pela internet. Pode pesquisar sua situação por meio dos bureaux de crédito, também conhecido como órgãos de proteção de crédito. É possível acessar o seu score, ou seja, sua pontuação de acordo com seu relacionamento com o mercado de crédito e hábitos de pagamento.

Além disso, pode conferir seus registros gratuitamente no sistema do Banco Central. Para isso, é só fazer um cadastro no site. É importante para você saber se tem alguma dívida pendente e até cheques sem fundo que retornaram.

 

 

 

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Postado por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de

Cooperativa de crédito: conheça vantagens e riscos

Empréstimos e Financiamentos

Cooperativa de crédito: conheça vantagens e riscos

Nesse modelo de negócio, você é cliente e dono ao mesmo tempo. Confira!

Saiba tudo sobre os comparadores de empréstimo

Empréstimos e Financiamentos

Saiba tudo sobre os comparadores de empréstimo

Conheça as plataformas que comparam as condições de inúmeras linhas de crédito e instituições

Compare: onde e como fazer financiamento de material de construção

Empréstimos e Financiamentos

Compare: onde e como fazer financiamento de material de construção

Essa é uma opção vantajosa para quem quer reformar, mas não tem dinheiro à vista

Como o banco digital transforma o mercado financeiro

Empréstimos e Financiamentos

Como o banco digital transforma o mercado financeiro

Ir até a agência bancária é um hábito do passado. Hoje em dia você pode até mandar documentos pela internet. Veja como funciona.

O que é Alienação Fiduciária?

Vale a pena entender como funciona porque a alienação fiduciária permite ter acesso a taxas de juros muito baixas.

 

Mais vistos