Revolucionando o empréstimo no Brasil
Fintech

Mais perto da revolução: Banco Central regulamenta fintechs

Escrito por Revista Creditas em 27.04.2018 | Atualizado em 06.05.2019

  • 0 Likes

O Conselho Monetário Nacional (CMN) do Banco Central aprovou as Resoluções nº 4.656 e nº 4.657 que regulamentam as operações das fintechs. Tratam-se de jovens empresas altamente tecnológicas e focadas em serviços financeiros.

A medida era muito aguardada por este setor que vem ganhando destaque no mercado nacional, mas necessitava de um marco regulatório para flexibilizar e fomentar a operação.

A regulamentação também será uma aliada do governo no seu trabalhado para reduzir os juros. Mesmo com a Selic no piso histórico, o Brasil ainda está no topo do ranking entre os países com a maior taxa do mundo.

[hubspotemdeb title="Assine a Newsletter Creditas!" subtitle="Receba conteúdos exclusivos dos nossos especialistas em finanças"]

O que mudou com a regulamentação?

Até então, estas empresas se enquadravam como correspondentes bancários e respeitavam os termos da Resolução nº. 3.954 do BC. Entretanto, nesse modelo era necessário fechar parcerias com bancos para mediar as operações.

A norma permite eliminar os intermediários e consequentemente, reduzir os custos da operação. A partir de agora, essas organizações poderão atuar como Sociedade de Crédito Direto (SCD) e a Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP). Isso significa que poderão conceder crédito com seus próprios recursos e manter contas de pagamento para os clientes.

Quais são os benefícios para o consumidor?

➤ Concorrência: o principal objetivo da regulamentação é fomentar a inovação e a criação de novas empresas dentro do Sistema Financeiro Nacional. Com isso, a oferta de crédito tende a aumentar e os consumidores terão acesso a empréstimos com juros menores e serviços mais eficientes.

➤ Segurança Jurídica: instituições que desejarem operar sem a intermediação dos bancos deverão solicitar uma autorização de funcionamento e terão que fornecer dados ao Banco Central. Isso garante mais segurança ao consumidor que saberá quais são as instituições regulamentadas e poderá se prevenir de golpes na internet.

➤ Segurança Cibernética: as fintechs também deverão seguir padrões de segurança cibernética determinados na Resolução nº 4.658. Portanto, deverão utilizar ferramentas e serviços que protegem informações em caso de ataque.

O mercado nacional de fintechs

De acordo com a última edição do Radar FintechLab, em 2017 houve um crescimento de 34% no número do fintechs atuantes no Brasil. O ano fechou com um total de 332 empresas.

A maior parte (27%), são especializadas em Pagamentos. Seguido pelo segmento de Gestão Financeira (18%) e Empréstimos (17%). Dos quais, destacam-se o Nubank, GuiaBolso e Creditas, respectivamente.

 

Também há empresas atuando no segmento de investimentos, gestão empresarial, câmbio, seguros, financiamento coletivo e criptomoedas. 

Veja como foi a evolução deste mercado nos últimos anos.

Receba conteúdos exclusivos

Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.

  • 0 Likes
Revista Creditas

Escrito por Revista CreditasPortal de conteúdo especializado em educação financeira.

Revolucionando o empréstimo no Brasil

Quem somos

As transformações do mundo exigem cada vez mais de nós. Mais funções, mais responsabilidades, mais conhecimento. Mais, mais e mais. Mas o que Creditas e Exponencial têm a ver com isso?

Somos movidos por fazer a diferença na vida das pessoas. Se vivemos o tempo das informações ilimitadas, é nossa função criar e filtrar diferentes conteúdos aos nossos leitores, para que o conhecimento financeiro deles cresça exponencialmente.

Exponencial. Informação é fonte de crescimento.

A Creditas é uma plataforma digital que atua como correspondente bancário para facilitar o processo de contratação de empréstimos. Como correspondente bancário, seguimos as diretrizes do Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011.

Creditas Soluções Financeiras Ltda. é uma sociedade limitada registrada sob o CNPJ/MF 17.770.708/0001-24, com sede na Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, 12º andar Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04571-010