Revolucionando o empréstimo no Brasil
Creditas
Creditas
Crédito e empréstimo

Calcule os juros do Cheque Especial e evite surpresas na conta

Escrito por Revista Creditas em 05.03.2018 | Atualizado em 03.04.2019

  • 0 Likes

Muitos empréstimos têm taxas bastante elevadas, mas nem todo mundo leva isso em conta e acaba contraindo mais dívidas do que o esperado. Como os juros do cheque especial são exorbitantes, esse é um dos principais responsáveis pelos altos gastos com crédito.

E antes de se confundir, o cheque especial não é um talão de cheque diferenciado, é, na verdade, um empréstimo pré-aprovado disponível na sua conta corrente. Isso significa que quando você fica no vermelho, esse valor extra entra de forma automática. É possível usá-lo, mas vai pagar caro por isso. O valor é quitado à instituição assim que o dinheiro entra na sua conta.

Muitos bancos oferecem 10 dias sem juros para você usar o limite. Porém, se atrasar um único dia além desse prazo tem de quitar o período todo e é aí que mora a pegadinha. Para evitar novidades indesejadas nas suas finanças, veja como fazer o cálculo desse crédito e compare as taxas em diferentes instituições. Não deixe também de conhecer linhas de empréstimo mais baratas.

Como calcular os juros do cheque especial?

É ainda mais importante fazer o cálculo exato dos juros do cheque especial porque ele funciona de forma diferenciada em relação a outras linhas de empréstimo. Embora as taxas sejam acrescidas ao valor principal todo mês, a cobrança é realizada por dia, sob juros compostos.

Então, no primeiro dia, a taxa incide sobre o total inicial devido, já no segundo dia recai sobre o valor inicial mais o juro do dia anterior e assim por diante. O que resulta em custos muito elevados.

Porém, embora nos primeiros dias você não precise arcar com juros, saiba que assim que o limite pré-aprovado começa a ser usado, a instituição cobra o IOF (Imposto sobre Operação Financeira). É uma taxa exigida pelo governo pela utilização do crédito. Portanto, de qualquer forma já tem gastos incluídos.

Taxa diária

Veja como calcular a taxa cobrada diariamente.

Fórmula -> Taxa diária=[(Taxa mensal + 1)^1/30 -1]

Supondo que seu banco cobre 13% ao mês. A conta ficaria assim:

Sendo que, ^ = expoente

Taxa diária = [(13% + 1) ^ 1/30 ] -1

= [( 0,13 + 1) ^ (1/30)] - 1

= [(1,13) ^(1/30) ] -1

Taxa diária = 1,004082 = 0,418% ao dia

Faça a soma da dívida

Não tem como saber quanto exatamente você irá gastar se não souber o valor total do débito. Isso depende, na verdade, do tempo que estará no cheque especial. Para isso, conte os dias corridos da dívida e não apenas de segunda a sexta.

Siga essa fórmula:

Dívida final = valor inicial x [( taxa diária + 1) ^ nº de dias da dívida ]

Dívida final = 500 x [(0,408% +1) ^30]

Dívida final = 500 x [(1,00408) ^30]

Dívida final = 500 x 1,129925

Dívida final = R$ 564,96

Por quê os juros são altos?

Os juros do cheque especial são bastante elevados justamente porque a empresa não tem nenhuma garantia de que você irá pagar a dívida. Afinal, o limite está sempre disponível e a instituição não sabe quando entrará dinheiro na sua conta novamente.

Isso aumenta muito o risco de inadimplência do banco, ou seja, a probabilidade de tomar calote. A consequência é repassar a chance de não ser pago para o correntista, por meio das taxas elevadas.  

Além disso, não é exigida uma análise de crédito para avaliar seu perfil financeiro e ver se tem condições de arcar com os custos. O que aumenta a chance do banco de ter clientes maus pagadores. Diferente do que acontece em outras linhas de crédito, nesta o dinheiro é apenas gasto, a pessoa não chega a solicitar um empréstimo e calcular mais ou menos a dívida final.

Taxas dos principais bancos

Compare os juros do cheque especial de diferentes instituições e fique atento se você tiver conta em algum deles:

[table id=13 /]

Se você perceber que o banco onde é correntista tem uma das maiores taxas do mercado, tem direito de fazer transferência, a chamada portabilidade bancária, para um com juros menores. É especialmente recomendado mudar se você costuma usar muito esse limite pré-aprovado.

Outra opção é escolher um empréstimo mais barato para evitar o comprometimento excessivo da sua renda mensal e garantir uma boa economia no valor final.

Empréstimos com juros baixos

Algumas modalidades de crédito podem te ajudar a tirar os planos do papel sem precisar gastar mais do que seu orçamento permite. Afinal, a finalidade desse dinheiro extra é resolver seus problemas financeiros, não se tornar mais um.

Conheça modalidades de empréstimo com juros baixos e realize sonhos caros de forma econômica.

Receba conteúdos exclusivos

Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.

  • 0 Likes
Tags
  • Taxa de Juros
Revista Creditas

Escrito por Revista Creditas

Portal de conteúdo especializado em educação financeira.
Revolucionando o empréstimo no Brasil

Quem somos

As transformações do mundo exigem cada vez mais de nós. Mais funções, mais responsabilidades, mais conhecimento. Mais, mais e mais. Mas o que Creditas e Exponencial têm a ver com isso?

Somos movidos por fazer a diferença na vida das pessoas. Se vivemos o tempo das informações ilimitadas, é nossa função criar e filtrar diferentes conteúdos aos nossos leitores, para que o conhecimento financeiro deles cresça exponencialmente.

Exponencial. Informação é fonte de crescimento.

A Creditas é uma plataforma digital que atua como correspondente bancário para facilitar o processo de contratação de empréstimos. Como correspondente bancário, seguimos as diretrizes do Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011.

Creditas Soluções Financeiras Ltda. é uma sociedade limitada registrada sob o CNPJ/MF 17.770.708/0001-24, com sede na Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, 12º andar Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04571-010