Revolucionando o empréstimo no Brasil
Creditas
Creditas
Finanças

Cresce número de jovens inadimplentes. Especialista explica o porquê

Segundo Veridiana Lopes, do canal Economia Diária, falta de educação financeira na infância é um dos principais motivos da inadimplência precoce. Confira a entrevista em vídeo

Escrito por Flávia Marques em 17.09.2019 | Atualizado em 19.09.2019

  • 0 Likes

Desde criança, a especialista financeira Veridiana Lopes gostava de poupar. Mesmo antes de ter a própria renda, guardava o dinheiro que recebia de mesada e o que os pais lhe davam para comprar lanche na escola. A construção precoce de hábitos de consumo saudáveis contribuiu para que hoje, aos 22 anos, ela não fizesse parte do grupo de jovens inadimplentes no Brasil. 

De fato, a relação dos jovens brasileiros com as finanças não vai nada bem. De acordo com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil, 46% dos brasileiros com idade entre 25 e 29 anos têm dívidas em atraso e estão inadimplentes. Entre os que têm idade entre 18 e 24 anos, a proporção é de 19%. Juntos, esses grupos representam 12,5 milhões de pessoas. 

Na contramão dessa realidade, Veridiana sabe cuidar muito bem do seu dinheiro e, mais do que isso, compartilha tudo o que aprendeu sobre educação financeira, investimentos e psicologia econômica para milhares de pessoas na internet, por meio do canal Economia Diária. 

Em seu canal, ela dá dicas que ajudam o público que deseja sair do vermelho, consumir de maneira mais consciente e até aprender a investir. 

[hubspotemdeb title="Assine a Newsletter Creditas!" subtitle="Receba conteúdos exclusivos dos nossos especialistas em finanças"]

Como a educação financeira na infância pode evitar jovens inadimplentes? 

Para muitos jovens que ainda vivenciam sua primeira experiência profissional, a relação com o dinheiro, o acesso ao crédito e a tarefa de administrar o orçamento podem ser uma novidade. E os que não souberem lidar com as novas responsabilidades tornam-se mais suscetíveis a cair no mau endividamento. 

É por isso que transmitir conceitos básicos de educação financeira para crianças é tão importante: quem aprende a poupar, controlar desejos de consumo e avaliar o que é realmente necessário comprar pode sofrer menos no futuro.  

Leia mais: Educação financeira na infância forma adultos mais críticos 

No Brasil, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) apresentou, no final do ano passado, um projeto experimental para educar as crianças sobre o assunto a partir dos três anos de idade, ainda na pré-escola. A proposta surgiu a partir de uma experiência feita em uma escola de Ohio, nos Estados Unidos. 

O estudo norte-americano acompanhou um grupo de crianças de 3 a 4 anos e constatou que ensinamentos cognitivos e de raciocínio lógico transmitidos na infância traziam reflexos positivos no comportamento delas até a fase adulta. 

Quando - e como - começar a falar de educação financeira? 

Embora o estudo estadunidense tenha avaliado grupos de crianças de 3 a 4 anos, vale lembrar que a relação com cédulas e moedas e o contato com conceitos mais complexos devem acontecer depois, a fim de que a criança aprenda de verdade. No entanto, é importante que desde cedo elas sejam ensinadas sobre questões mais simples e não menos importantes, como reaproveitar objetos em vez de adquirir novos e partilhar. 

Alguns pais compreendem a importância de levar educação financeira aos filhos, mas é natural que não tenham todo o conhecimento necessário para isso. Contar com o apoio de conteúdos voltados ao público infantil é uma alternativa que facilita o aprendizado das crianças e conscientiza até os adultos, que também podem absorver os conceitos de forma mais simples. Materiais lúdicos, como de literatura infantil, desenhos e filmes são interessantes. 

Leia mais: Em entrevista, Primo Rico conta como sonhos ajudam a ganhar dinheiro

No terceiro episódio da série “Informação que transforma”, conversamos com a Veridiana Lopes, que é a nova colunista do portal Exponencial. No bate-papo, ela falou sobre como a educação financeira na infância a ajudou a lidar melhor com o dinheiro na fase adulta e a importância de transmitir informação de qualidade para jovens inadimplentes e todos aqueles que desejam mudar a sua situação financeira.

Confira, no vídeo a seguir: 

https://www.youtube.com/watch?v=H3ilBK__ry8&feature=youtu.be

 

Receba conteúdos exclusivos

Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.

  • 0 Likes
Flávia Marques

Escrito por Flávia Marques

Repórter do Portal Exponencial, jornalista e curiosa. Gosta de observar, absorver e, diariamente, dividir o que aprende escrevendo.
Revolucionando o empréstimo no Brasil

Quem somos

As transformações do mundo exigem cada vez mais de nós. Mais funções, mais responsabilidades, mais conhecimento. Mais, mais e mais. Mas o que Creditas e Exponencial têm a ver com isso?

Somos movidos por fazer a diferença na vida das pessoas. Se vivemos o tempo das informações ilimitadas, é nossa função criar e filtrar diferentes conteúdos aos nossos leitores, para que o conhecimento financeiro deles cresça exponencialmente.

Exponencial. Informação é fonte de crescimento.

A Creditas é uma plataforma digital que atua como correspondente bancário para facilitar o processo de contratação de empréstimos. Como correspondente bancário, seguimos as diretrizes do Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011.

Creditas Soluções Financeiras Ltda. é uma sociedade limitada registrada sob o CNPJ/MF 17.770.708/0001-24, com sede na Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, 12º andar Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04571-010