Revolucionando o empréstimo no Brasil
Creditas
Creditas
Finanças

Quer investir em 2020 e não sabe por onde começar? Confira dicas

Mais de 1,5 milhão de pessoas físicas já estão investindo na Bolsa de Valores, mas ainda grande parte dos brasileiros não sabem como se inserir neste mercado

Escrito por Elaine Ortiz em 29.11.2019 | Atualizado em 29.11.2019

  • 0 Likes

“Prática arriscada” ou “coisa de gente rica”. Era assim que o hábito de investir na Bolsa de Valores era visto por grande parte da população brasileira. Essa visão está cada vez mais no passado. No início de novembro, menos de seis meses depois de atingir a marca histórica de 1 milhão de investidores, a B3 registrou um novo recorde e chegou a 1,5 milhão de pessoas físicas investindo em ações. É a prova de que o comportamento e o perfil investidor das pessoas está mudando.  

Mas como começar a investir? Quais fundos são os mais indicados? Na semana passada duas possibilidades sacudiram o mercado: os títulos verdes (green bonds) e os fundos de cannabis. O primeiro, incentivado pela fala da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que disse que 2020 deve ser a hora de os green bonds acontecerem no Brasil. O segundo, depois que uma gestora de fundos lançou o primeiro produto de investimento em cannabis do Brasil. 

Fundos temáticos

Para especialistas ouvidos pelo Portal Exponencial, começar a investir apostando em fundos temáticos ou mercados ainda não estáveis não é uma boa estratégia, uma vez que ninguém ainda é especialista no assunto para fazer uma análise que já tenha considerado uma curva de aprendizado. Quem investe em fundos temáticos corre o risco de cair em “modinha”, comprar o “pão quentinho” da vez com expectativa de um retorno totalmente incerto. 

Para Bernardo Pascowitch, CEO e fundador do Yubb, os fundos de cannabis têm sido criados mais como marketing do que realmente baseado em rentabilidade, já que possuem um grande apelo entre os jovens. “Pode ser interessante caso você acredite que a maconha será liberada no Brasil, mas nos parece mais um investimento exótico do que realmente rentável”, diz.

Já os títulos verdes representam uma tendência recente entre os investidores que querem saber o destino do dinheiro durante o período do investimento. “Existem poucos fundos desse tipo e podem ser bons para quem está preocupado com o uso sustentável do dinheiro, mas é sempre interessante lembrar que existem opções muito mais rentáveis no mercado”, diz Pascowitch. 

Leia mais: Recorde na Bolsa: como vencer o medo e começar a investir?

Apostas de investimentos para 2020

Se tem um ponto que é consenso entre os especialistas financeiros é o fato de não haver bola de cristal para prever o comportamento do mercado no futuro. Acompanhar tendências internacionais, encomendar pesquisas de mercado, nada disso é capaz de garantir com certeza absoluta qual investimento será mais rentável.

“O mercado é feito de variáveis, não existe receita 100% infalível, é risco, é flutuação, pode dar certo ou errado”, diz o educador financeiro da Messem Investimentos,  Leandro Benincá. “Fazer o que é certo, um pouquinho por dia, por bastante tempo é a melhor recomendação para quem quer investir”.

Com a taxa Selic prevista para acabar 2019 a 4,50%, menor valor de sua história,  as boas oportunidades de investimento estão na renda variável. “Fundos de ações podem ser uma ótima oportunidade para o ano que vem, já que são fundos em que pelo menos 67% do dinheiro dos cotistas estão alocados em ações da bolsa de valores”, explica Bernardo Pascowitch, do Yubb. “Fundos cambiais também podem ser interessantes por causa da alta do dólar e também é importante dar uma atenção especial aos ETFs, que são os fundos de índice”.

Outra unanimidade entre os especialistas do mercado financeiro é a atenção  aos fundos de renda fixa. “ É sempre importante evitar fundos passivos ou fundos de renda fixa com alta taxa de administração, para não gastar dinheiro à toa em investimentos que você poderia realizar sozinho sem a “ajuda” do fundo”, alerta Pascowitch.

Leia mais: Nova Selic faz Tesouro Direto, CDB e LCI perderem rentabilidade

Investir é preciso. Como começar?

Para o educador financeiro da Messem Investimentos,  Leandro Benincá, investir o dinheiro é necessário para quem quer alcançar a independência financeira, mas se trata de um projeto a longo prazo. “Acabou aquela história de que a gente colocava um dinheiro num banco qualquer e tinha juros de até 20 % ao ano, nosso juros hoje são baixíssimo e pelo jeito isso irá continuar assim”, diz.

“O brasileiro não é acostumado a ser sócio de empresa, comprar ação. Aqui ainda estamos começando com essa cultura, tem que mudar a mentalidade e entender que o dinheiro investido em ação não está parado, pelo contrário, ele está trabalhando para você”, reforça Benincá.

O educador explica que não é necessário ter muito dinheiro para começar a investir. Em  fundos de investimento, é possível comprar cotas a partir de R$ 100,00. “O mais importante é encarar como um projeto de vida e transformar o investimento em hábito”.

A seguir, Exponencial listou algumas dicas para quem quer começar a investir, mas não sabe por onde começar:

1. Procure atendimento especializado

Normalmente não há tarifas de administração para abrir uma conta em escritórios ou corretoras de investimentos e ter acesso aos produtos das principais instituições financeiras do mercado.

O atendimento especializado e personalizado permite que o investidor consiga formatar sua carteira de investimentos de forma mais prática e rápida. 

2. Diversifique a carteira 

“Não colocar todos os ovos em uma cesta só” é a premissa da diversificação de carteiras. Comprar ações de empresas de diversos setores contribui para que os impactos das oscilações de mercado sejam minimizados. 

3. Entenda como projeto de longo prazo

“Não dá para ser imediatista. Um sócio de um negócio não enxerga no mês seguinte os resultados de seu investimento”, diz o educador financeiro Benincá. “Quanto mais a empresa lucra, mais valiosa ela é”.

Por isso Benincá ressalta a importância de ser paciente e não vender as ações antes da hora. Entender que se trata de um projeto de longo prazo e da construção de patrimônio futuro ajuda o investidor a manter a constância em seus investimentos. Utilizar calculadora de juros compostos é outra dica que pode contribuir para visualizar aproximadamente quanto dinheiro e em quantos anos você poderá ter. 

4. Crie o hábito de investir e acompanhe o mercado

Disciplina e a constância nos aportes para quem está começando a investir é mais importante do que rentabilidade. A rentabilidade virá no futuro. Além de separar mensalmente um valor para investir é importante se acompanhar as notícias que podem impactar o mercado. 

Leia mais: Com Selic baixa, brasileiro deve abrir mão do comodismo para investir

 

Receba conteúdos exclusivos
Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.
Carregando...
  • 0 Likes
Elaine Ortiz

Escrito por Elaine Ortiz

Repórter do Portal Exponencial, com dez anos de experiência em redações de jornais e revistas. Acredita que informação de qualidade é capaz de fazer a diferença na vida das pessoas e que conhecimento financeiro tem tudo a ver com liberdade.
Revolucionando o empréstimo no Brasil

Quem somos

As transformações do mundo exigem cada vez mais de nós. Mais funções, mais responsabilidades, mais conhecimento. Mais, mais e mais. Mas o que Creditas e Exponencial têm a ver com isso?

Somos movidos por fazer a diferença na vida das pessoas. Se vivemos o tempo das informações ilimitadas, é nossa função criar e filtrar diferentes conteúdos aos nossos leitores, para que o conhecimento financeiro deles cresça exponencialmente.

Exponencial. Informação é fonte de crescimento.

A Creditas é uma plataforma digital que atua como correspondente bancário para facilitar o processo de contratação de empréstimos. Como correspondente bancário, seguimos as diretrizes do Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011.

Creditas Soluções Financeiras Ltda. é uma sociedade limitada registrada sob o CNPJ/MF 17.770.708/0001-24, com sede na Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, 12º andar Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04571-010