Exponencial Exponencial
Exponencial Exponencial
  • Finanças

    Saque do FGTS: saiba como planejar o uso a favor de suas finanças

    Em menos de um mês, o governo federal disponibilizará o saque do FGTS - o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Garantido por lei a quem atua no mercado de trabalho por meio do regime CLT, o FGTS foi criado com o finalidad ...
| Atualizado em: 23/08/2019

Em entrevista, Veridiana Lopes, do Economia Diária, explica como organizar as finanças para fazer o benefício render – e valer a pena

Em menos de um mês, o governo federal disponibilizará o saque do FGTS – o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Garantido por lei a quem atua no mercado de trabalho por meio do regime CLT, o FGTS foi criado com o finalidade de proteger o trabalhador demitido sem justa causa. Desde o governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), porém, ele passou a ter um papel ainda mais importante: ajudar a reaquecer a economia e, principalmente, liberar um dinheiro extra aos que andam com dificuldades de manter o orçamento doméstico em dia.

Não à toa o governo de Jair Bolsonaro (PSL) oficializou, no mês de julho, o saque do FGTS em duas modalidades: saque imediato, que será liberado já em setembro; e o saque aniversário, benefício que passará a ser concedido anualmente aos solicitantes. 

A estimativa do ministério da Economia é que o saque do FGTS por parte da população movimente cerca de 30 bilhões de reais apenas em 2019, sendo 28 bilhões de reais por meio do FGTS e 12 bilhões de reais pelo PIS. Além disso, prevê-se que 106 milhões de brasileiros serão contemplados com o benefício. 

Assine a Newsletter Creditas!

A Exponencial agradece o seu contato \o/

Favor preencher todos os campos

Saque do FGTS: como planejar?

Com a renda extra disponibilizada pelo governo, vem à dúvida: como organizar e planejar, de maneira efetiva, o destino do saque do FGTS? 

Principalmente em um país como o Brasil, onde o planejamento financeiro não é o forte de parte da população. Um estudo divulgado neste pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) evidencia o fato. De acordo com a análise, menos de 20% da população pouparam dinheiro no início do ano, por exemplo. 

A dificuldade em economizar dinheiro e guardar um montante extra é ainda maior entre os brasileiros de menor renda. Segundo o levantamento, as classes C, D e E, apenas 15% conseguiram guardar ao menos parte de seus salários.

Considerando esse cenário, a especialista em finanças pessoais e fundadora do canal Economia Diária, Veridiana Lopes, reforça a importância da organização financeira em momentos de renda extra, como é o caso do saque do FGTS.

“Planejar as contas não precisa ser exatamente em uma planilha”, diz. “O importante é ter noção do que entra e o que sai. Fazer o controle efetivo”, comenta.

Tendo em mãos a quantia da renda extra, é importante que o beneficiado tenha uma visão clara de como vai utilizar o dinheiro – e o que vai priorizar: dívidas, estudos, o montante destinado a situações de emergências, e etc.

Atenção inadimplentes: é a hora de quitar as dívidas

Entre as principais dicas dadas por Veridiana está a de quitar dívidas. Isso porque, ficar inadimplente e com o nome sujo acarreta graves entraves a vida financeira, já que o acesso ao crédito fica reduzido e a pessoa pode ter dificuldade de comprar à prazo. A somatória disso tudo pode virar uma bola de neve e refletir em mais endividamento. 

Embora pareça ser um montante pequeno, o valor do FGTS pode – e deve – servir como fonte de solução de problemas. Outro estudo revelado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), indica que 53% dos brasileiros com contas atrasadas têm débitos que não superam 1 000 reais. Ainda, de acordo com a análise, quatro, em cada dez inadimplentes, devem até 500 reais – exatamente o valor disponibilizado pelo governo federal. 

Para entender melhor as táticas para planejar o destino do FGTS, conversamos com Veridiana Lopes, do Economia Diária. Confira, a seguir, a entrevista completa:

 

Postado por Paula Bezerra

Editora da Revista Digital Creditas, jornalista de coração e alma. Escreve sobre finanças, inovação, economia, cultura e o que mais der na telha.
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicações Recentes

Como comprar um imóvel? Saiba o que avaliar antes da aquisição
Como comprar um imóvel? Saiba o que avaliar antes da aquisição
Consórcio de carros: descubra quando é uma boa opção
Consórcio de carros: descubra quando é uma boa opção
Melhor empréstimo: como comparar e escolher o ideal para você
Melhor empréstimo: como comparar e escolher o ideal para você
Veja mais