Revolucionando o empréstimo no Brasil
Creditas
Creditas
Finanças

Passado o Rock in Rio, aprenda a se planejar para outros festivais

Do ingresso à alimentação: maior erro, segundo especialistas, é menosprezar ou esquecer gastos importantes. Saiba como organizar as finanças para os próximos

Escrito por Portal Exponencial em 07.10.2019 | Atualizado em 17.10.2019

  • 0 Likes

O Rock in Rio chegou ao fim no último fim de semana e, aos poucos, os turistas vão deixando a cidade maravilhosa. Segundo a Secretaria de Turismo do Rio de Janeiro, este ano o evento de música levou 450 000 pessoas à cidade  — cerca de 60% do público é de fora — e movimentou 1,7 bilhão de reais para a cidade maravilhosa.

Os visitantes chegaram de 73 países e de todos os Estados do Brasil, e enquanto os turistas nacionais ficam de dois a três dias na cidade, quem veio de fora do país esticou a estadia para até cinco dias. Muita gente planejou a viagem com antecedência — e, por isso, gastou menos. Quem deixou para última hora sentiu doer o bolso na hora de pagar passagens aéreas e procurar por quartos em hotéis.

E enquanto 2019 vai chegando ao fim, grandes festivais de música já confirmaram as edições do ano que vem. Em São Paulo, o Lollapallooza, de música indie, acontece nos dias 03, 04 e 05 de abril de 2020 e as vendas de ingresso já estão abertas — os valores chegam a 3 700 reais. O festival movimenta mais de 150 bilhões de reais na cidade. O João Rock, que acontece Ribeirão Preto, também já confirmou mais uma edição no ano que vem. Em 2019, o ingresso mais caro, para o camarote do festival, era de 590 reais.

[hubspotemdeb title="Assine a Newsletter Creditas!" subtitle="Receba conteúdos exclusivos dos nossos especialistas em finanças"]

Há ainda a expectativa para a confirmação das datas das edições 2020 de outros festivais, como XXXperience, de música eletrônica, para o Popload Festival, de música pop, e para o Coala, de música brasileira.

Como se planejar para festivais?

Levando em consideração o Rock in Rio - e os próximos festivais de música - Exponencial fez um levantamento para estimar o quanto uma pessoa,  que foi  de São Paulo ao Rio de Janeiro, gastou com o evento.

Levamos em consideração uma viagem de baixo-custo e apenas a entrada para um dia de festival. É importante lembrar que, quanto mais conforto, o valor pode aumentar - mas, as vezes, o custo benefício compensa. Nesse cenário, avalie sua situação financeira e veja o quanto está disposto a gastar.

Confira a simulação:

Ingresso: R$ 262 a meia-entrada

Transporte (ônibus SPxRJ): R$ 250 ida e volta

Hospedagem: R$ 240 (hostel em Santa Teresa)

Deslocamento para o evento: R$ 30 (transporte público)

Alimentação: R$ 400 (dentro e fora do evento)

Compras: R$ 100

Gordura para imprevistos: R$ 100

Olhando dessa maneira, mesmo avaliando opções baratas, como hostel, transporte público e deslocamento entre estados por ônibus, o gasto parece alto - e o sonho de ir ao Rock in Rio bem distante.

Mas, se você começar a se planejar com um ano de antecedência, por exemplo, o valor se dilui bastante: em vez de desembolsar R$ 1.400 de uma vez só, você pode guardar R$ 116,66 por mês. Bem melhor, não é?

Para ajudar você a não ficar de fora dos próximos eventos, perguntamos a especialistas qual o passo a passo do planejamento financeiro perfeito para fazer tudo isso sem arriscar suas finanças. Leia a seguir:

Coloque tudo na ponta do lápis

Para esse tipo de planejamento, explica Ricardo Natali é importante lembrar que alguns gastos são fixos, mas outros são variáveis. “É preciso adequar os custos a sua realidade”, diz.

Lembre-se de colocar no orçamento os gastos com: transporte (avião, ônibus), hospedagem, alimentação (dentro e fora do evento), deslocamento no local (aplicativos de corrida ou transporte público) e, é claro, os ingressos.

“O principal e que não há como economizar é o ingresso, portanto, aqui o ideal é escolher o dia que prefere e pagar o mais rápido possível”, diz Natali. “Os outros itens, podem ser economizados caso seja necessário. Mas é óbvio que o conforto vai diminuindo muito conforme o gasto cair”.

Leia também: Carnaval - seis dicas para curtir o feriado sem estourar o orçamento

Faça simulações

Todos esses gastos podem ser simulados com antecedência. “Hospedagem e passagens aéreas costumam ficaram mais caros nessas datas. Faça uma boa pesquisa e tente reservá-los com antecedência”, diz Annalisa Dal Zotto, planejadora financeira e diretora da Par Mais.

Além disso, você pode simular os valores de deslocamento na cidade. Os aplicativos de corrida permitem fazer isso a qualquer momento, e você também pode procurar informações sobre os valores de passagem de transporte público.

Não esqueça dos gastos com alimentação dentro do festival. Procure saber quais foram os preços praticados nas últimas edições para ir se preparado.

Defina um teto

Agora que você já sabe com o que vai gastar, defina um teto limite para gasto com cada categoria. A partir daí, busque o melhor conforto, mas desde que caiba no seu bolso. “É sempre bom deixar uma gordurinha para eventualidades”, lembra Annalisa.

E lembre-se: não menospreze nenhum gasto. “O maior erro é menosprezar alguns desses gastos. É preciso entender que a experiência é única e pode ser cara, portanto, o ideal é pensar com antecedência e não fazer dívidas no cartão de crédito, por exemplo”, diz Natali.

Veja: 5 dicas para comprar passagens e economizar dinheiro para viajar

Guarde desde já

Fechou o orçamento? Hora de guardar dinheiro — e com antecedência. Segundo Natali, o planejamento com um ano de antecedência é o suficiente. “Poupando uma parte do salário todos os meses, e pagando a vista na hora do show, tudo ficará mais viável”, explica.

Guarde o valor determinada por mês e coloque o montante em uma aplicação sem risco para não ter problema de perder na hora de resgatar. “Sugiro o Tesouro Direto, pois é a aplicação mais segura do país, ou então CDBs que tenham garantia do FGC (de preferência que paguem mais do que 100% do CDI)”, diz.

Economize!

Para voos, ou aluguel de carro, você pode usar milhas e pontos do cartão de crédito. No caso da hospedagem, pode utilizar plataformas de aluguel ou quartos compartilhados.

“No alimentação, vale a ‘Lei da Compensação’: se gastar muito dinheiro em um dia, economize muito no outro, levando lanches e frutas de casa, por exemplo”, diz Natali. E no transporte, se tiver opção, use o transporte público. Aí é só curtir o show.

Foto: Divulgação.

Receba conteúdos exclusivos

Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.

  • 0 Likes
Portal Exponencial

Escrito por Portal Exponencial

Portal Exponencial
Revolucionando o empréstimo no Brasil

Quem somos

As transformações do mundo exigem cada vez mais de nós. Mais funções, mais responsabilidades, mais conhecimento. Mais, mais e mais. Mas o que Creditas e Exponencial têm a ver com isso?

Somos movidos por fazer a diferença na vida das pessoas. Se vivemos o tempo das informações ilimitadas, é nossa função criar e filtrar diferentes conteúdos aos nossos leitores, para que o conhecimento financeiro deles cresça exponencialmente.

Exponencial. Informação é fonte de crescimento.

A Creditas é uma plataforma digital que atua como correspondente bancário para facilitar o processo de contratação de empréstimos. Como correspondente bancário, seguimos as diretrizes do Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011.

Creditas Soluções Financeiras Ltda. é uma sociedade limitada registrada sob o CNPJ/MF 17.770.708/0001-24, com sede na Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, 12º andar Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04571-010